Segunda-feira, 23 de Março de 2009

O apito encarnado

Nasceu no mundo dos blogues a nova expressão: “apito encarnado”. A origem, claro, está na arbitragem de Lucílio baptista na final da taça da Liga, que deu a vitória ao Benfica na sequência de um penálti erradamente marcado. Logo no dia, pessoas como André Azevedo Alves, no Insurgente, vieram falar de uma final com “três derrotados”: “Aconteceu neste sábado no Estádio do Algarve. É claro que houve uma equipa a vencer, o Benfica, no “sorteio” das grandes penalidades, mas isso reforçou apenas a injustiça de um penálti mal assinalado contra o Sporting que levou o encontro para este desfecho”. A ideia de injustiça foi sendo o prato do dia da blogoesfera na tarde de ontem. Até que, no Jornal da Noite da SIC, veio o próprio árbitro reconhecer o seu erro e pedir desculpa. Uma atitude humilde, séria, profissional, de quem se vê na contingência de decidir no momento. No blog Direito de opinião, António de Almeida fala então de “minimização de danos” e escreve: “A um ano do final da carreira, o árbitro resolve não se refugiar como é hábito nas tradicionais desculpas, procurando saír com uma boa imagem pública, afinal errar é humano. Por seu lado Paulo Bento reiterou as críticas à arbitragem, afirmando não ter receio de ser castigado por dizer a verdade” E Soares Franco, diz, “vem colocar mais lenha na fogueira ao afirmar não ter gostado das declarações de Lucílio Baptista, por este não ter expressamente pedido desculpa ao Sporting. (...) Nada de novo no futebol português, teremos história para toda a semana”.

Receio que António de Almeida tenha razão. João Tordo, que no Corta-Fitas tinha recordado, e bem, os abusos do Sporting ao longo de todo o jogo, mesmo antes do penálti, surpreende-se: “Acabei de ouvir o Lucílio Batista na televisão, em directo, dizer que "não se apercebeu" da gravidade da situação com o Pedro Silva e, por isso, não o incluiu no relatório. Não se apercebeu de que o homem quase o mandou ao chão, duas vezes? E de que atirou a medalha ao ar, como se fosse uma criança mimada? E agora está o Lucílio a pedir desculpas, todo borradinho. Isto é que é uma vergonha”.

Até João Gonçalves largou por momento a politica e veio ao mundo da bola: “Um árbitro de um jogo de bola em que se disputava uma taça confessou publicamente, numa televisão, que se enganou quando marcou uma "grande penalidade". Se bem entendi, esse erro determinou que a referida taça ficasse na posse da equipa que beneficiou daquela marcação. Em direito, chama-se a isto um vício na formação do acto. Repetem o jogo ou partem a taça ao meio? O futebol é um lugar estranho”.

Tão estranho que Animal, no blog dos Marretas, se interroga sobre o árbitro:

“quem é esse gajo? o novo provedor de justiça? o candidato do psd ao parlamento europeu? saiu-lhe o euromilhões? nunca ouvi falar de tal criatura e agora não há blogue que não fale dele?”

Pois é: se o futebol é o desporto favorito da converseta nacional, com um caso destes, para mais envolvido Benfica e Sporting, temos tinta para uma semana inteira. Sobre isso, nem uma duvida.

 

publicado por PRD às 01:29
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds