Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

Máscaras & anonimatos

Parece de propósito, mas não é: volto hoje a João Gonçalves e ao Portugal dos Pequeninos. Porquê? Bom, porque em dia de máscaras e mascarados, achei que passava por li o debate que podia animar o dia. E a história é a mesma de sempre: quem dá a cara e quem se mascára no mundo dos blogues, quem se esconde na máscara do anonimato ou quem dá o peito às balas.

Aqui há dias, João Gonçalves, sempre contra-corrente, decidiu elogiar o Jornal Nacional apresentado por Manuela Moura Guedes, que em geral é detestado pela blogoesfera. Escreveu ele: “Até mais ver, trata-se do único telejornal das televisões generalistas sem qualquer tipo de temor reverencial pelo regime. Dói, não dói?”.

Como de costume, os comentários começaram a chegar. Um tal Manuel da Mata escreveu: “Manuela Moura Guedes é muito corajosa. Belmiro de Azevedo idem. Américo Amorim também. Do que é que a senhora havia de ter medo? O medo é coisa de pobrezinhos e de pessoas com empregos precários”.

Outro anónimo escreveu: “Quem a ouve é que deve ter "medo"...
Aquela "coisa" é assustadora! Não há regime em Portugal que sustente uma "camafeu" daqueles”. E depois passa a insultar também o autor do blog, e o blog, que acusa de “discriminatório” e a quem chama “Blog dos Pequeninos”.

Ora bem: no anonimato é fácil dizer tudo, dar a cara é que carece de coragem. E foi isso mesmo que fez Manuela Moura Guedes. Escreveu um comentário no blog, sem medos; à sua maneira: “Não pude deixar passar em branco a quantidade de idiotice, sim, e ressabiamento manifestados dessa forma tão gloriosa que é o... anonimato!!! Isso sim, é coragem! Acham essas criaturas que fazer jornalismo, actualmente, em Portugal, não cedendo a pressões, contando os factos como são, investigando, dando noticias que abalam o "Poder", (...) acham essas criaturas sem nome, que tudo isto é fácil? (...) É certo que voltei, sim. Camafeu assustador, admito, para aqueles que não encaram a verdade, mas mesmo assim, mesmo para esses (...) a dar a cara, como sempre dei, por aquilo em que acredito. Pela liberdade de expressão, por um jornalismo livre, independente de qualquer tipo de Poder. Vivo do meu ordenado e não mais, e como todos os portugueses que ainda têm a sorte de terem trabalho com o mínimo de segurança, tenho um contrato. Não percebo a cretinice de me compararem aos dois homens mais ricos de Portugal”. E remata em tom de desafio: “Vá lá, criaturas, encham o peito, respirem fundo e, ao menos, quando queiram falar de alguém ...não se escondam como ratos...dêem o vosso nome.”

O comentário ganha mais tarde estatuto de post integral com esta apreciação de João Gonçalves: “As pessoas que respeito (poucas, autênticas e que não escondem os seus medos, inseguranças ou reverências sob a capa cobarde do anonimato) têm sempre lugar aqui”. Manuela Moura Guedes teve lugar no blog e caiu para mim como sopa no mel: em dia de máscaras, um manifesto contra quem se mascara, se esconde, se traveste e vive cobardemente no anonimato. No mundo dos blogues é o que há mais – todo o ano, não apenas no Carnaval...

publicado por PRD às 00:10
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds