Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Tudo ligado

É preciso começar a ronda por algum lado, comecemos pelo fim-de-semana que foi dos namorados. Miguel Marujo, no blog Cibertulia, deixa esta duvida no ar: “Não se percebe que insistamos num santo obscuro para festejar namoros quando temos um santo casamenteiro há 800 anos”. Tem razão, mas o mundo global do comércio explica isso.

Menos fácil de explicar é esta outra duvida, longe de namoros e mais dada a arrufos, que Rui Pedro Nascimento levanta no blog Loja das ideias. Fala-se muito da comunicação social e do governo, de complots, de campanhas, mas ele não consegue distinguir em que patamar estamos: ”1. PS e Governo controlam a comunicação social; 2. Complot na comunicação social para derrubar (...) o Governo”.

Se ouvirmos José Sócrates, a hipótese 2 ganha corpo; se lermos Pacheco Pereira, é claramente a hipótese 1 que está em cima da mesa. Apesar de tudo, no mundo dos blogues a liberdade é valor acrescentado, por isso se pode ler uma opinião como a de Gabriel Silva no Blasfémias, sob o titulo “Do Sovietismo democrático”: “Quatro, dos cinco partidos parlamentares, tiveram no último ano os seus líderes eleitos em listas únicas, sem oposição e por votações unanimistas. O que diz bem da sua «democracia» e pluralismo interno”. Ou ainda Afonso Azevedo Neves no 31 da Armada com uma pergunta que eu próprio já me coloquei: “Que tipo de perguntas se podem fazer ao Primeiro-Ministro sem que ele se irrite?”.

A propósito de irritação: ler blogues também dá direito a canudo em matéria de psicologia – e era cada vez mais frequente encontrar blogues irritados, deprimidos, com o tempo, o Inverno e o cinzento que nunca mais saiam de cima de nós. Este fim-de-semana tudo mudou e li seguramente uns 20 posts sobre o regresso do bom tempo. Destaco este bocadinho do “Blonde with a PHD”: “Uma pessoa sente-se logo outra: menos sorumbática e amorfa. A Vida arrasta-se menos quando este sol, pouco quente e brilhante num céu limpo e lavado pela chuva, irrompe ao cabo de dias e dias de humidade e cinzento”.

Talvez a mudança do tempo tenha inspirado posts mais animados ou pelo menos bem humorados sobre temas negros, muito negros. Como a crise económica. Encontro no Geração de 60 Gonçalo Pistacchini Moita a escrever: “Muito se tem querido falar, a propósito da actual crise, de um hipotético regresso das doutrinas de Karl Marx. Numa visão mais patriótica (... ) aqui proponho, em alternativa, o regresso de António Aleixo (...):
«A ninguém faltava o pão,
Se este dever se cumprisse:
- Ganharmos em relação
Com o que se produzisse.»

Certeiro, este Aleixo e esta recuperação da memória – a que posso juntar outra, que Emídio Fernando colocou no Correio Preto. Emídio sugere que os políticos leiam “O Capital” na íntegra, e tem razão quando cita Karl Marx em 1867: "Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado".
Comecei no dia dos namorados, acabei na economia – prova provada de que isto anda tudo ligado.

publicado por PRD às 01:02
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds