Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

2008

Estamos no tempo de todos os balanços, de olhar o ano e ver o que foi, como foi. Olhar 2008 pelos olhos da blogoesfera é como olhar um espelho côncavo ou convexo – isto é, um espelho deformado. No mundo dos blogues, a relevância de um tema não é proporcional à relevância nacional, e quase diria que há uma agenda própria, paralela, que domina o debate. Generalizar é sempre perigoso num universo onde a variedade e a individualidade são as mais-valias dominantes, ainda assim é possível fazer algumas considerações.

Por exemplo, dizer que a crise económica internacional foi debatida pelos mais interessantes autores dos nossos blogues não tanto pelas perspectiva imediata, género “o que é que vai acontecer?”, mas antes pelo que a crise nos trouxe de novo ao debate ideológico: o capitalismo acabou? Marx pode voltar, está perdoado? O liberalismo é compatível com um estado forte e interventivo?

Perguntas destas, e teorias que lhes dão respostas, dominaram a blogoesfera num ano obviamente marcado pelas eleições americanas. No terreno puramente nacional - e além dos óbvios picos desportivos, seja na liga ou nos Jogos Olímpicos -, o tema do ano terá sido mesmo o da educação.

Se se fizesse um levantamento do universo de blogues portugueses face à profissão dos seus autores, estou convencido que os professores e os jornalistas disputavam o primeiro lugar – não espanta, portanto, que a politica do Governo PS e a guerra travada pelos professores domine o debate. Do mesmo modo, tudo o que envolve comunicação social ganha foros de primeira análise – seja a concessão do 5º canal ou os debates de segunda-feira na RTP-1, seja o projecto de um novo jornal ou os modelos de financiamento do serviço público.

Aliás, a televisão mantém ainda o primeiro posto como plataforma inspiradora de posts – basta que haja uma entrevista a um político, um debate, uma gaffe, qualquer coisa que a televisão passe, e logo se sente o impacto no mundo dos blogues. De alguma maneira, há aqui um lado complementar entre meios e plataformas de comunicação que marca este tempo de passa. Por isso, na primeira de 3 crónicas de balanço do ano, não posso deixar de sugerir uma visita ao blog do escritor José Luís Peixoto, para ler o texto Televisão a preto e branco. De que deixo este bocadinho delicioso:

“Hoje, o meu filho e as minhas sobrinhas têm televisão por cabo. Têm canais que só passam desenhos animados. Há muitas telenovelas diferentes. Às vezes, no Natal, conto-lhes a história de como, quando eu era da idade deles, tinha uma televisão a preto e branco com uma tela azul de plástico. Nem o meu filho, nem as minhas sobrinhas sabem a minha idade ao certo. Um dia, os meus filhos saberão que, hoje, ainda sou novo. Nesse dia, o meu filho e as minhas sobrinhas contarão as histórias de hoje a crianças que não conhecerei. Talvez nesse dia eu esteja, na cozinha, com as minhas irmãs, os meus pais e a minha avó a ver a nossa televisão a preto e branco”.

A cores ou a preto e branco, a caixinha inspira. Os blogues não lhe escapam.

publicado por PRD às 18:20
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds