Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008

Natal

24 de Dezembro, véspera de Natal, para muitos ainda um dia de stress, compras de última hora, preparativos, uma ultima viagem, uma última corrida. No mundo dos blogues, começa a baixar a produção de posts, o debate abranda, há outras prioridades. Ainda assim, consigo encontrar um bom relato desta lufa-lufa da época. Escreveu Tiago Moreira Ramalho no Corta-Fitas:

“Gente atulhada de sacos a correr de um lado para o outro, olhos cansados, pernas tremendo, braços doridos. no hipermercado, mulheres a vasculhar numa gaiola sem tampo, quais abutres, buscando o pijama tamanho L que estava na promoção leve 3 pague 2. Enervado, saí dali em busca de um faminto pão com chouriço (...) e no caminho de alguns metros consegui fazer a padeira de Aljubarrota revirar-se no caixão com tanta porrada que dei. Depois apareceu uma velhinha com a conversa do há tanto tempo e do tempo que passa rápido. Rapidamente fugi novamente para a carne e depois para as bananas. No fim, um pedacinho de felicidade no meio de tamanho inferno: uma estante com montes de DVD's antigos a 1,59€, comprei uns cinco. Finalmente, Casa”.

Outro stress, encontro no blog Riscos e Rabiscos, de uma professora primária: “As crianças andam todas excitadíssimas devido aos preparativos para o Natal. É a realização de enfeites para decorar a escola, são os ensaios para a apresentação da festa de Natal da escola e a troca de prendas entre si. (...) Tenho andado atarefadíssima com os preparativos da festa de Natal do colégio. É que como se não bastasse andar feita barata tonta a ensaiar as cinco turmas, ainda andei a ver testes até às duas da manhã e a fazer avaliações até há uma hora atrás”.

Talvez para contrariar o espírito, vale a pena seguir a profissão de Natal que José Mendonça na Cruz assinou no Risco Contínuo. E diz assim:

“O Natal não é quando um homem quiser, foi quando Deus quis, no dia em que nasceu Jesus Cristo. Podem ficar com os Outubros de 1917, os 1 de Janeiro das Sierras suas mãezinhas, e os 31 de Janeiro e outras datas aziagas.  O 25 de Dezembro não levam.

O Natal não é a festa da família, como os limpos heróis da Primeira República sugeriam ao povo, enquanto tosquiavam padres e lhes penduravam símbolos em gestos precursoramente nazis. O Natal é a celebração do nascimento de Cristo. Foi exactamente por isso que juntou tantos”.

E juntando tantos, junto-me eu também - fecho a janela e vou dedicar-me ao bacalhau, aos sonhos, às broas, ao peru e seu recheio. E volto depois, provavelmente um quilito mais gordo. A crise fará com que emagreça mais tarde, seguramente. Entretanto, boas festas...

publicado por PRD às 00:18
link do post | comentar
2 comentários:
De anonimo a 28 de Dezembro de 2008 às 15:58
É pena que sejam sempre os mesmos. Para si só existem certos blogs. Os dos seus amigos.


De Luis Melo a 29 de Dezembro de 2008 às 12:58
Neste natal, pude também assistir a alguns episódios nos centros comerciais, locais aos quais não podemos fugir, se queremos comprar presentes de natal em cima da hora.

Apenas registei uma coisa... crise? qual crise?


Comentar post

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds