Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

Mais uma vida, mais uma corrida

(Já que os meus amigos Sapos puseram o blog em destaque, então eu retribuo oferecendo em ante-estreia a crónica que só vai para o ar na Antena 1 logo mais, às 18:20...)

 

O tabu chegou ao fim - Pedro Santana Lopes vai ser candidato à câmara de Lisboa pelo PSD de Manuela Ferreira Leite. Mal a noticia foi conhecida, muitos blogues se apressaram a reproduzir o bocadinho de entrevista da líder social-democrata na revista Sábado em Maio passado. Pergunta o jornalista:

- Votou Santana Lopes nas eleições de 2005?

Responde Manuela Ferreira Leite:

- Votei no PSD. Se estivesse lá o nome dele não votava.

Em sete meses, Ferreira Leite mudou radicalmente de ideias. José Morgado, no blog Atenta Inquietude, chama-lhe “Despudor” e escreve: “Poderia dizer que estou surpreendido, mas não. Lamentavelmente, a política no Portugal dos Pequeninos já não nos consegue surpreender. Depois do que foi a trapalhada com o governo do menino guerreiro, do estado em que as finanças da Figueira da Foz ficaram, do que foi a gestão lisboeta, (...) a indigitação "pacífica e entusiasmante" do Dr. Santana Lopes (...) é representativa do que mais negativo existe na luta pelo poder, sem princípios, sem memória, sem pudor ético, enfim, sem vergonha”.

Volta então o menino guerreiro, a quem António de Almeida, no blog Direito de Opinião, reconhece pelo menos a atitude: foi “o único a não virar a cara à luta, goste-se ou não do homem, há que louvar-lhe a coragem”. Jorge Ferreira, no Tomar Partido, também vê a candidatura com bons olhos: “Eis uma boa oportunidade de corrigir a má imagem que deixou da sua breve experiência governativa. Neste caso não se aplica o ditado que nunca se deve voltar a um sítio onde se foi feliz porque verdadeiramente (...) Santana Lopes não teve sequer tempo de ser feliz em Lisboa”

Ainda no apoio, vejo o entusiasmo cheio de pontos de exclamação de Rodrigo Saraiva no Câmara de Comuns:

“Lisboa precisa de um Presidente de Câmara que faça obra! E Pedro Santana Lopes já demonstrou que faz! Lisboa precisa de um Presidente de Câmara que não faça os "jeitinhos" ao Governo. E Pedro Santana Lopes defenderá, em primeiro lugar, a Cidade!” E por aí fora, um verdadeiro manifesto eleitoral.

Mais sereno e sensato, Eduardo Pitta no blog Da literatura diz que, do anuncio desta candidatura, “decorrem três evidências: 1. Santana Lopes é o melhor que o PSD tem para candidatar ao lugar; 2. A campanha de António Costa não vai ser um passeio (...); 3. Manuela Ferreira Leite, eleita contra tudo o que Santana Lopes representa, atirou a toalha ao chão”.

O PSD classificou a escolha de entusiasmante, mas Afonso Azevedo Neves no blog Atlântico pergunta-se: “Uma escolha entusiasmante... para quem?”. E imagina “o entusiasmo transbordante dos membros da direcção do PSD, destacados fãs de Santana, as piruetas felizes de Pacheco Pereira, os sorrisos de satisfação dos que votaram convictamente em Ferreira Leite. Todos assim unidos, aconchegados na certeza de que a escolha feita é mesmo uma boa escolha, que o PSD não vai pagar caro esta decisão”. “Meio estouvado”, como escreve JCS no Lóbi, Santana está de volta. Com apoios e críticas. Como os gatos, ele tem muitas vidas. Aí vem mais uma...

publicado por PRD às 12:43
link do post | comentar
7 comentários:
De Luis Melo a 17 de Dezembro de 2008 às 13:00
Pedro Santana Lopes foi ontem apresentado como candidato do PSD à C.M. Lisboa. Todo o processo decorreu na maior perfeição e tranquilidade, ao contrário do que desejariam os media e talvez alguns adversários políticos. O nome de PSL foi discutido e aprovado pela Comissão Política Concelhia de Lisboa, tendo passado de seguida ao crivo da Distrital liderada por Carlos Carreiras. Em seguida, chegou ao PSD Nacional a vontade das bases e das estruturas. Manuela Ferreira Leite levou portanto a discussão á Comissão Política Nacional, que ontem aprovou o nome de PSL. Processo mais límpido e transparente não poderia haver.

Mais, o anúncio da candidatura foi feito pelo coordenador autárquico do partido, Castro Almeida. Manuela Ferreira Leite confia na sua equipa e delega responsabilidades, por isso deveria ser e foi, Castro Almeida a anunciar esta e outras candidaturas. Ao contrário de outros líderes MFL não tem sede de protagonismo e sabe trabalhar em equipa.

Outro sinal importante foi dado pelo PSD e por MFL no dia de ontem. Os candidatos autárquicos não serão candidatos a deputados. Finalmente alguém que coloca alguma transparência nas listas para as eleições legislativas. Não fazia sentido - e de algum modo era enganar o povo - estar a colocar na frente das listas presidentes de câmara e outros, que se sabia á partida que não iriam tomar o seu lugar na AR. Mais uma vez MFL dá prova de seriedade, honestidade e humildade.


De GIA a 17 de Dezembro de 2008 às 23:36
Recuperando uma palavra dos tempos do desgoverno em que Durão Barroso teve a irresponsabilidade de deixar o país, que grande trapalhada! Mais uma.


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2008 às 11:41
Esperemos que seja desta o fim da carreira política de PSL , já que teima em tentar tê-la , depois do que fez a LISBOA, que foi o acabar com o único parque de diversões de que Lisboa se orgulhava a sua Feira Popular, e a troco de quê?, talvez um dia se venha a saber quem é que ganhou com o prejuízo dado a Lisboa.
Acredito que é desta que se lhe acaba o tacho, pois alem de perder em Lisboa, também perde o lugar de deputado.
O PS, o António Costa e o País vão ficar eternamente gratos á Teresa F.Leite .


Jota Ene


De Maria a 18 de Dezembro de 2008 às 13:57
Apenas acrescentaria mais uma ficha , mais uma volta... pois quem não tem fica não anda =P não vale fazer beicinho


De Mr. Hellmanns a 18 de Dezembro de 2008 às 16:39
Por muitos defeitos politicos que o PSL tenha, há uma qualidade que não lha podemos retirar: a coragem de enfrentar qualquer desafio em nome do PSD!
Quanto à CML, quem não se congratula pela construção do túnel do Marquês?
Eu faço-o duas vezes por dia, 5 vezes por semana!
(www.aviajarnamaionese.blogs.sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2008 às 18:32
O Tunel, sim , o Tunel, não ficou nada mal, apesar de não ter resolvido o problema principal, que é o de se continuar a levar mais de uma hora do estádio nacional até ao Marquês.
Que é feito de outra promessa não cumprida de pôr uma faixa na A5 para Transportes Colectivos e para carros com mais de uma pessoa?
Isso Sim tinha garantidamente resolvido o problema de tantos carros a entrar em Lisboa e talvez assim o dito túnel não fosse necessário.
Então e o Parque Mayer, tanto dinheiro gasto em estudos e mais estudos e nada...
É por tudo isto e não só que ele devia ter vergonha na cara e estar sossegado.
Só não o faz unicamente por vaidade e por gostar de aprecer nas revistas cor de rosa.

Jota Ene


De J. a 19 de Dezembro de 2008 às 00:21
Santana Lopes continua a fazer aquilo que sabe fazer melhor, dar que falar. No entanto, é de notar, como se disse e concordo, a derrota de mais um secretario-geral do PSD. Parece que a direita, continua sem se 'endireitar', com o populismo sempre a fazer peso. A Santana nao faltam qualidades, falta controlo. Um 'crowd pleaser' sem ninguém para controlar os danos necessários. Ao PSD o que faz falta são pilares politicos, o que não faz falta nenhuma são grupos de fãs e chefes a fingir.


Comentar post

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds