Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Julgamentos populares

Este começo de semana traz de novo à luz do dia o espectro do julgamento popular. Por palpite, ou por puro palpite, condenamos uns, absolvemos outros. Talvez por isso me chamou a atenção um post de André Couto no blog Câmara de Comuns. Ele aproxima casos e pessoas e é inteligente o seu olhar. Vejamos: “A cada dia aumenta a sensação de deja vu quando leio algo sobre o caso BPN. (...) Aconteceu outra vez. O Presidente da República fez um comunicado a falar do acessório, sem se debruçar sobre o essencial: a posição de Manuel Dias Loureiro no Conselho de Estado, pela quota de nomeação pessoal do Presidente. Para além disto cada vez mais penso em Vale e Azevedo e Carlos Silvino. Vale e Azevedo foi o bode expiatório do futebol. Era preciso pegar em alguém e foi o fausto ex-Presidente do Benfica a comer (inteiro) o bolo que devia ter sido distribuído por inúmeros dirigentes desportivos cá do burgo. Já no Caso Casa Pia foi o carismático Bibi a ficar com a fava. Qualquer dia acredito que ele transportava as crianças entregando-as a "ninguém". Entretanto todos lavam as mãos do caso BPN. Será que também vou ter de acreditar que todos os frutos ficaram para Oliveira e Costa?”

Esta ideia começa a ganhar forma – a ideia do bode expiatório, de haver um desgraçado que paga as favas. E é isso que leva ao post do blog Jumento sob o titulo: “PAGÁMOS O BILHETE, AGORA QUEREMOS VER O ESPECTÁCULO”. Aplica-se, neste caso, ao BPN: “Os portugueses pagaram um preço demasiado elevado pelas trafulhices do BPN, os mais de mil milhões de euros foi quanto custou o bilhete, demasiado dinheiro para que agora nos escondam toda a verdade (...). Não basta transformar Oliveira e Costa no boi da piranha, o buraco é demasiado grande para que as investigações se concentrem no antigo tesoureiro do PSD. É preciso puxar a ponta da meada até às últimas consequência, limpando o Estado dos homens do BPN”.

Ainda neste domínio do bode expiatório, que seria o tema do dia se aqui houvesse um tema, encontro João Carlos Silva no blog “Causa das Coisas” falando de educação: “Mantenho-me fincado na minha tese: Maria de Lurdes Rodrigues é a cara de um pacote de políticas de José Sócrates e vai cair ainda a tempo das eleições, não sem antes as «reformas» na Educação passarem sob grande protesto. Passando ela como a «culpada» de tudo, bastará substitui-la antes das legislativas (...). É que sempre existirão ministros que, a dada altura da legislatura, só servem para isto, para se sacrificarem pela causa. Ministros que, como se diz na gíria, são «para queimar»”.

Exemplos diversos, todos do dia, para chegar a um mesmo lugar: gostamos de cultivar a teoria do bode expiatório, seja no crime, na politica, na finança, no futebol onde o árbitro ou o treinador dividem a culpa ou passam-na à vez. O objectivo é sempre o mesmo: alguém paga a factura. Numa clássica frase em tempo de crise, “o último a sair que apague a luz”.

publicado por PRD às 15:50
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds