Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Magalhães a nú

O computador Magalhães foi a estrela do dia, com a entrega de milhares de máquinas aos estudantes do primeiro ciclo. No mundo dos blogues, a polémica virou-se para o facto do computador vir totalmente desprotegido, deixando a quem o utiliza a possibilidade de acesso a sites para maiores de 18 anos. Lá irei, gostei de ler este post de Paulo Cagido no blog com o seu nome. Ele coloca o Magalhães no seu devido lugar: “É este o computador que vai diminuir o insucesso educativo no 1.º Ciclo do Ensino Básico? O sucesso aparece de forma natural quando existe numa escola, esforço e dedicação dos alunos, professores e pais/encarregados de educação, órgãos de gestão, numa relação de reciprocidade e não através de máquinas”.

Tem razão e é bom que nos lembremos disto, mesmo concordando com o blog açoriano “Sapateia a Chamarrita” quando escreve “Esta é uma medida socialista inequivocamente, e é de saudar todas as medidas do governo socialista que visam diminuir as assimetrias sociais”. Marco Santos, no blog Bitaites, acha também que esta é “uma iniciativa meritória do Governo”. Sobre a questão do software que impede as crianças de acederem a sites pornográficos, escreve: “Dado que o software de controlo é parental e não estatal, o Governo terá decidido que devem ser os pais a tomar uma decisão sobre o acesso dos filhos à Web. Aos pais cabe a responsabilidade de serem pais? Parece uma opção sensata”. Daniel Oliveira, no Arrastão, concorda e vai mais longe: “Faria pouco sentido que fosse o Estado a decidir o que está interdito aos filhos dos outros em casa deles. A escola deve ajudar os pais a fazê-lo, não a decidir por eles”. No 31 da Armada, Carlos Nunes Lopes ironiza dizendo que “afinal o Magalhães também é para gente crescida”: “João da Mata, coordenador do Plano Tecnológico da Educação, justificou o facto de o Magalhães ser distribuído com controlo parental desactivado: "(...) Assim os pais podem testar todas as potencialidades do equipamento".

No blog Puxa Palavra, João Abel de Freitas critica esta obsessão com os conteúdos menos próprios para crianças: “Esta preocupação revela uma mentalidade doentia, atrasada e tacanha. Peço desculpa pelos termos, mas não me vêm outros melhores. Inclusive numa entrevista com o Professor José Tribolet (...) ele deu a seguinte resposta: os alunos não são filhos do Estado, nas escolas de uma maneira geral esse problema não se porá. A família terá que se precaver e assumir as suas responsabilidades”.

À margem desta polémica, Pacheco Pereira, no Abrupto, atirou-se a valer à RTP, que acusou de promover uma “sessão de propaganda governamental” que, em seu entender, evitou “as críticas a que tinha sido sujeito” o computador Magalhães. Mas Pacheco tem resposta no Jumento, que escreve assim: “Pacheco Pereira que teorizou o silêncio da líder do PSD, de quem é o guru, tenta agora que o governo se sujeite à mesma regra”. É sempre assim com todos os governos – a oposição castiga o mensageiro quando não pode criticar a mensagem.

publicado por PRD às 19:55
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds