Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Na América

11 de Setembro é sempre dia com marca – como se fosse obrigatório recordar, reviver, voltar à ferida de 2001.

Acho que não é – e aqui, na Janela Indiscreta, fui observar os portugueses que andam pelos Estados Unidos da América, felizes da vida, cumprindo os seus mares, os seus amores. Regresso assim ao blog Mind This Gap, um trabalho excelente, já aqui elogiado, que vive de experiências e exemplos de portugueses que decidiram ir pelo mundo fora, não como emigrantes em crise, mas como jovens à procura de mundo. Lá encontro histórias de sucesso na América:

Maria Correia, Bióloga, em Baltimore:

"Cá" tenho a novidade, tenho o sonhos, tenho a descoberta, tenho a felicidade de viver um dia de cada vez, tenho o sabor de vitoria a cada dia que passa e que vejo o sucesso no que faço. Não tenho os amigos de sempre (...) mas tenho os amigos que fiz cá, tenho aqueles que me acompanham dia após dia nesta aventura, aqueles que entretanto se tornam Amigos, e sobretudo aprendi que nem todos precisamos de ser iguais para sermos amigos! Não digo que seja uma amizade melhor nem pior, é sem duvida uma amizade diferente, somos diferentes mas estamos no mesmo barco e basta isso para o sentimento de união nascer”.

Cláudia Maia, Relações Internacionais, Nova Iorque:

“Nem tudo é aventura, prazer, glamour internacional! Na minha experiência pessoal, há um factor que não podemos ignorar, porque nos vai desassossegar, fazer sentir divididos, forçar a (re)considerar as nossas opções. É o factor 'saudade' ... saudades da família, saudades dos amigos, saudades dos percursos que se faziam (...) O factor 'saudade' alimenta viciosamente o factor 'dualidade', o dilema da dúvida e da incerteza ... (...) Mas não quero atormentar-vos com os factores 'saudade' e 'dualidade' ... Avancem sem medos, partam à aventura, e enriqueçam Portugal com as vossas experiências!”.

Para fechar, Maria Neiva, Arquitecta, Nova Iorque:

“Não tenho nada a perder, foi o que pensei quando decidi sair de Portugal. É sempre difícil deixar alguma coisa para trás, mas mais difícil foi perceber que não havia propriamente nada para deixar. Porque a família e amigos, neste tipo de situação, não se deixam. E a minha vida era como a da maior parte dos meus amigos, na corda bamba. Sem saber se dali a um mês perdíamos o emprego, se perdíamos o arrendamento jovem, quase a perdermos o tino. (...) Fui à procura de uma estabilidade financeira. E encontrei-a. Fui tambem a procura de outras riquezas, daquelas que só encontramos quando vivemos num país que não é o nosso, quando lidamos diariamente com pessoas de outras origens e quando falamos outros idiomas”.

Nova Iorque é sem duvida a capital das capitais, a cidade de todos e ninguém. Neste dia 11 que recorda sempre um dia 11 triste e escuro, procurei palavras globais, felizes, portuguesas, de um mundo de todos, ainda assim em Nova Iorque. A roda não para, felizmente.

publicado por PRD às 18:42
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds