Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Feminino & masculino

E hoje para algo diferente: sempre que se fala de escrita, na literatura, é recorrente o debate sobre a ideia de “escrita feminina”. Nunca se chega a conclusões, mas parece haver uma ideia pelo menos feminina da escrita.

O mundo dos blogues é, nessa matéria, mais aberto: tão livre, tão pouco ou nada controlado, permite uma observação mais aberta, sem o filtro da audiência, do comércio ou do trabalho editorial.

Nessa medida, dei-me ao trabalho de estudar os melhores blogues nacionais assinados por mulheres. E sem querer fazer aqui um ranking, quis no entanto perceber se havia algo de feminino que os unisse.

Más noticias: não há nada que os una. Os melhores blogues de mulheres são apenas os mais imaginativos, os mais bem escritos, os mais criativos. Seja uma Rita Silvério, a famosa Rititi, que acabou de ser mãe e escreve de uma forma que é a um tempo feminina e masculina: “A maternidade tira-nos todas as certezas, e maluca da gaja que disser o contrário. Que se desenganem as patetas, ser mãe não nos dá direito a escrever sobre nós em maiúsculas, mas claro, gente doida há em todo o lado”.

Mas se for para outro lado, descubro que os melhores blogues sobre gastronomia e cozinha são assinados por homens – e que nos blogues mistos, de grupo, com homens e mulheres, é frequente serem eles os femininos da coisa, e elas os atiradores furtivos.

O que o mundo dos blogues revela é, na maioria dos casos, talento a rodos para a escrita. Como esta M. no blog Borboletas na Barriga:

“Os dias não são todos iguais e tenho dentro uma revolução em curso, tenho coisas para dizer mas não ouso dizê-las, sinto-me vacilar. Preciso de violência, de me esquecer do que sinto, de me afogar em esquecimento. Divido-me entre a varanda e o sofá, ensaio os passos junto à parede, preparo-me para sacudir as coisas belas. Sinto-me urgente, envenenada pela minha própria vontade, traída pela minha absurda capacidade de acreditar. Quero a cabeça cheia de ruído e o coração arrumado”. Feminino ou masculino?

“Amar não é um compromisso, é uma consequência”. Feminino ou masculino? Encontrei no blog “Bem haja”, é feminino mas o que neste jogo de sol e sombras de que é feita a blogoesfera, em que cada um pode criar o seu personagem e escolher o género, o sexo, a condição, bom, dizia, neste universo é difícil dizer mais do que isto: há boa escrita. Muito boa. De homens e mulheres e gente que não sabemos a que sexo pertence. Fecho este olhar fora do comum, e fora da corrente e da torrente dos dias, com Margot, que presumo ser do sexo feminino, no blog Folhos e Confetis, citando Virginia Woolf:

 “A sua simplicidade aprofundava aquilo que os inteligentes falsificavam. A simplicidade de espírito de que era dotada fazia com que tombasse a prumo como uma pedra, pousasse exacta como um pássaro, conferia-lhe naturalmente essa descida, essa queda do espírito sobre a verdade, que encantava, suavizava, sustinha – talvez em vão”.... Talvez em vão.

publicado por PRD às 18:40
link do post | comentar
2 comentários:
De sofia a 11 de Setembro de 2008 às 00:24
faltam os links... ;)


De A Sinistra Ministra a 18 de Setembro de 2008 às 04:36
Estou a ver que mantém o nível do costume ...


Comentar post

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds