Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

O caso que não se arquivou...

 

Há dois dias, aqui contei as reacções do mundo dos blogues ao encerramento do "caso Maddie" - mas a partir de hoje, nem que seja apenas para debate público, ele reabriu sob a forma de livro. O ex-investigador da PJ Gonçalo Amaral lança em livro o seu testemunho sobre o caso e leio no blog Corta-fitas que “estão combinadas entrevistas com a TVE, a Sky, a ITV, a Efe, a Rádio Nacional de Espanha, o El País, o Jornal da Tarde (Brasil) e o Estado de São Paulo, (...) idas à SIC, em directo, e aos programas de Fátima Lopes, Júlia Pinheiro e Judite de Sousa”. Ontem à noite, as televisões não falaram de outra coisa.

Ou seja, o processo arquiva-se mas fica nas bocas do mundo. No blog Fado Alexandrino, chama-se a Gonçalo Amaral “um incontinente verbal”:  “acredita que a miúda inglesa foi morta acidentalmente pelos pais e que depois sabe-se lá como a fizeram desaparecer”. (...) Apenas não consegue provar as suas crendices. (...) Este homem é muito perigoso. Representa todo um modelo em como a polícia vê o cidadão. Hoje já pode fazer pouco mal. Ontem podia enviar qualquer um de nós para a cadeia, apenas por acreditar”.

Na verdade, o ex-inspector acaba por tornar de novo arguidos os pais de Maddie, dando razão a um post de Vieira do Mar no Controversa Maresia: “Este caso é, de todos os que conheço, o maior e mais vergonhoso falhanço da Justiça portuguesa. E não é porque não tenham descoberto o que aconteceu à miúda (...), mas pelo facto de terem sido constituídos três arguidos de forma absolutamente  irresponsável e leviana, como se a vida e o sofrimento  das pessoas fosse um brinquedo na mão de meia dúzia de polícias e de um ou dois procuradores. Eu, se fosse aos McCann, fá-los-ia pagar muito, muito caro”.

Isso mesmo avisa o autor do blog Macroscópio ao inspector Gonçalo Amaral: “Informe-se o (...) inspector-reformado da PJ, de que pode ser processado pelos pais de Maddie, e que o que irá receber em direitos de autor poderá não ser suficiente para pagar uma eventual indemnização ao referido casal”.

Também podia ser um aviso este texto de Francisco José Viegas no blog Origem das Espécies: “Poucos casos como este evidenciaram ódios e desleixos tão profundos e o perigo de misturar convicções e evidências no mesmo saco. O que mais sobram, agora, são dúvidas – e custa a crer como o poder político, manhoso, se distancia do assunto como se não fosse nada com ele. O caso não terminou”.

Exactamente como escreve Jorge Ferreira no Tomar Partido: “um caso de estudo de como a Justiça pode cair na vertigem de fazer mal a si própria”. No blog Intimidades, RFF recorda “uma das frases tutelares do Direito. "In dubio pro reu": na dúvida absolve-se”. Mas duma coisa ele tem a certeza: “o livrinho vai ser dos mais vendidos do ano”.

O que me empurra para um texto sobre outro tema, não é para aqui chamado, mas quando vi o título percebi que era o remate deste olhar pela Janela. Foi Alexandre Borges quem perguntou no blog Sinusite Crónica, e fica aqui tão bem: “Quem tem a culpa de Portugal?”

publicado por PRD às 19:20
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds