Sexta-feira, 4 de Julho de 2008

Blog da semana: Ciberescritas

 

Já aqui destaquei blogues ligados aos livros e às leituras, com diversos formatos, fórmulas, estilos. Mas há sempre mais um para descobrir – por exemplo, um blog que complementa uma coluna de jornal, ou mesmo o trabalho de um jornalista, neste caso de uma jornalista: Isabel Coutinho assina, desde 1996, no Público, a a coluna Ciberescritas sobre o futuro dos livros, a presença de escritores na Internet e a relação entre as novas tecnologias e a literatura. Nessa medida ela tem sido uma observadora atenta e privilegiada do fenómeno dos blogues, bem como da transição do texto em papel para o mundo virtual. Os e-books, livros que estão na rede e se lêem no computador ou se imprimem em casa, são apenas a face visível de um universo mais vasto onde blogues, sites, pequenos negócios e editoras de livros se misturam e confundem e procuram um caminho.

O futuro continua a ser uma incógnita, mas sem duvida que passa também por blogues como este Ciberescritas, que nasce do papel impresso, é actualizado independentemente do Público, e para o próprio jornal remete, por exemplo, com o resumo semanal do conteúdo do excelente suplemento Ypsilon.

Mas também lá se encontram visitas ao baú da memória e pode então saber-se que foi em Março de 1996 que se publicaram as primeiras Ciberescritas. Conta Isabel Coutinho: “A crónica foi-me pedida pelo meu editor na altura, Torcato Sepúlveda.  Ele já tinha o nome da dita coluna, eu só teria que inventar o conteúdo. O nome, contou-me na altura, tinha-lhe sido sugerido por Francisco José Viegas,  director da revista Ler. Ficaram CIBER-ESCRITAS para sempre. A primeira crónica era dedicada ao escritor norte-americano Stephen King e às suas andanças precoces na Internet. Alguns anos depois, em 2000, Stephen King voltou a dar que falar por ter colocado na Internet partes de um romance em formato electrónico. Podia ser descarregado a partir de qualquer lugar do mundo”. E pronto: 12 anos depois, a coluna ganha blog e com isso ganha vida, vídeo, imagem e mais dinâmica do que semanal publicação de um texto no jornal.

Isabel Coutinho é uma jornalista do Público, o seu blog está alojado na plataforma do jornal, mas é um espaço pessoal, próprio, que vive acima e abaixo da referência que o marca. Fica em www.ciberescritas.com, e é a minha escolha da semana.

publicado por PRD às 00:59
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds