Terça-feira, 1 de Julho de 2008

Notas soltas

 

Vamos então ver quatro ou cinco notas soltas que apanho ao acaso no mundo dos blogues e nos podem deixar a pensar. Por exemplo, o curtíssimo post de Sofia Loureiro dos Santos no Defender o quadrado. O caso é o dos juízes que em Santa Maria da Feira decidiram suspender as audiências por considerarem não estarem reunidas condições de segurança. Escreve ela: “A partir de agora, e sempre que algum médico for agredido nos serviços de urgência de um hospital, fecham-se as urgências; sempre que algum funcionário das finanças for insultado, deixa de se cobrar impostos”.

Efectivamente, estamos no domínio do absurdo. Espero que esse não seja o mesmo domínio que hoje manda no comércio: o IVA baixa 1%, e JCS no blog Lóbi tem razão: “Isto é que é um acontecimento de hastear a bandeirinha. E quero lá saber se é o momento certo ou não. Estamos há uma década a mimar a Economia, já é tempo de contrariar a doutrina”.

Contrariar a burocracia parecia ser um dos muitos lemas deste governo – mas ontem, Pedro Norton, no blog Geração de 60, conta um episódio que contraria tal ideia. Vale a pena ler: “Uma amiga precisou de pedir uma certidão de óbito de um irmão para poder fazer uma escritura. A coisa atrasou-se mais do que o previsto e quando finalmente lhe marcaram a dita escritura o notário informou-a que teria de voltar a pedir a certidão de óbito porque ... tinha sido ultrapassado o prazo de validade de seis meses.
Quem é que disse que vivemos num Estado Laico? A burocracia caseira já deu existência legal à ressurreição”.

Com ou sem estado laico, o Presidente Cavaco Silva encontrou-se com o Papa Ratzinger e João Gonçalves notou: “Não me parece que Cavaco Silva tivesse comprometido a independência entre o Estado e a Igreja por (...) ter-se declarado católico praticante. Anteriores chefes da Igreja católica receberam presidentes da República portuguesa que sempre exibiram, com imensa alegria, a sua condição de socialistas, laicos e republicanos sendo certo que nem o país nem o Papa se mostraram incomodados com essa exibição”.

Como se nota nesta crónica, anda tudo um pouco aos papeis, entre temas diversos e ideias mais ou menos claras. Por isso fecho a Janela olhando o blog de Pedro Santana Lopes, que tem o seu nome, e onde ontem fez o balanço da época: “Terminou um ciclo, escreve ele. E continua mais à frente: “Estão outra vez no poder, no PPD/PSD, por si próprios, os que deixaram de estar, desse modo, em Julho de 2004. Quatro anos depois: o tempo de uma Legislatura. A um ano de eleições. A bem menos de um ano de serem escolhidos os respectivos candidatos. Entretanto, a Bolsa continua a cair, os mercados estão parados, os preços estão descontrolados. Mas importa continuar a acreditar. (...) Ciclos que terminam. Outros que começam”. E, digo eu, andamos todos por aí...

publicado por PRD às 00:49
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds