Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

A semana final

 

Semana decisiva no PSD, sábado que vem elege-se um novo líder, sucedem-se os debates, as acções de campanha. E, claro está, os comentários na blogoesfera. Numa primeira imagem geral, sou tentado a usar o texto de Rui Ramos do Publico, que encontro no blog Atlântico: “O actual concurso para a liderança do PSD não é fácil de seguir. É uma história de caciques de província e velhas disputas de família, a lembrar a política oligárquica do século XIX”. Uma imagem que João Luís Pinto, do blog Insurgente, completa e alarga num post que escreveu a convite do Corta-fitas: “Os geralmente designados "partidos de poder" (...) enfermam de um pecado original que tem designado o curso da sua vida: a total ausência de um mínimo de ideologia, e a partilha alternada das rédeas do estado e das instituições na sua esfera (...). Essencialmente uma partilha entre iguais".

Lá está, o problema das diferenças que os candidatos a líderes do PSD tanto tentam encontrar, entre si e entre o PSD e o PS...

Besugo, no Bloga-me Mucho, por exemplo, sente-se nauseado com “a sintonia entre Ferreira Leite e Passos Coelho. (...)  e também não acredita em Santana Lopes: “não seria de esperar nada de diferente (...): "um nim relativamente adversativo, um todavia, contudo".

No Câmara de Comuns, Paulo Ferreira observa o debate televisivo dos candidatos e é lapidar: “Melhor que os Malucos do Riso e quase tão bom como os Gato Fedorento”. Já o advogado José Maria Martins, no blog com o seu nome, diz que Ferreira Leite é “a coveira” de um PSD que, diz, “está nas lonas. (...) O PSD está um partido carreirista”. O advogado votaria, se pudesse, em Alberto João Jardim...
Opinião bem diferente tem Ricardo Cândido no blog Ainda há Lodo no cais: “Neste momento considero que temos dois candidatos que podem levar o PSD à vitória: Manuela Ferreira Leite e Pedro Passos Coelho, ambos com formas e conteúdos diferentes, é um facto, mas detentores de um capital de confiança junto da sociedade civil que nenhum dos últimos três líderes teve, nem soube alcançar”. Manuel Falcão, na Esquina do Rio, é mais peremptório ainda: “Se Pedro Passos Coelho for o próximo líder do PSD estou disposto a filiar-me no partido”.

Como se vê, o mundo dos blogues está em brasa com esta eleição, e deixei aqui diferentes tipos de opinião e formas de a manifestar para se aferir do estado das coisas. Encontro, no entanto, no meio do caudal de ideias, duas teorias que se encontram e não apelam ao voto em qualquer candidato. No blog Nothing and all: “Enquanto no PSD ninguém se entende, Sócrates está no oásis, mesmo que ao redor só veja cactos”. E logo ao lado, no blog Pastoral portuguesa, Rogério Casanova: “Tendo em conta a curta mas sólida tradição dos militantes do PSD em escolherem o candidato (...) menos qualificado, um facto parece-me agora incontornável: o principal adversário do engenheiro Sócrates nas próximas eleições vai ser Manuela Moura Guedes”.

Esta semana vai ser a doer para o PSD. Até sábado, vale tudo...

publicado por PRD às 18:36
link do post | comentar
2 comentários:
De Rita Ferro a 27 de Maio de 2008 às 11:29
Ah, Pedro, não sei que te diga... és tão pouco português nisto da generosidade, da grandeza e da não-inveja...! Mereces tudo, sempre! Deus te abençoe pelo que és e serás sempre mais! Rita Ferro


De Miguel F. Carvalho a 29 de Maio de 2008 às 15:04
se fosse militante do PSD, acho que chorava...

Ao que chega um País quando um partido é Governo só porque não existe uma alternativa á altura...


Comentar post

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds