Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Sinais dos tempos

 

Metade dos blogues entretém-se com o PSD, a outra metade discute o meu tema de ontem, futebol e corrupção, e depois há ideias soltas que vale a pena agarrar. Ideias que muitas vezes são também noticias, como por exemplo este “Sinal dos Tempos” que está no Teatro Anatómico de Manuel Jorge Marmelo: “A ETA passou a aceitar que o imposto revolucionário cobrado coercivamente aos empresários bascos seja pago em prestações. A lógica compre-hoje-pague-depois chegou ao terrorismo com 20 anos de atraso. Mas chegou”. Via corta-fitas, chego a outro post com noticia dentro, no Zero de Conduta, pela mão de Pedro Sales: “Japão vende sepulturas com ligação ao telemóvel. Com estas campas 2.0, e que custam mais de 6000 euros, familiares e amigos podem deixar mensagens, fotografias e vídeos de condolências ao falecido”.

O mundo está louco, mas se querem histórias loucas em território nacional, trago uma que Pedro Santana Lopes conta esta semana no blog com o seu nome:”Publiquei (...) um comentário de uma Senhora, Ana Narciso, que diz que perdeu a confiança em mim porque eu teria ido uma vez inaugurar as instalações de uma Secretaria de Estado em Grândola, chegando numa charrete, o que considera impróprio de um Homem de Estado. É extraordinário! Para já, a Secretaria de Estado de que fala era na Golegã e não em Grândola. Depois, é falso que eu tenha estado na inauguração. E, depois ainda, nunca inaugurei nada fazendo-me transportar desse modo. Só me faltava a da charrete”, exclama Santana... E depois acrescenta: “Esta falsidade (...) até tem a sua graça. Mas é mais um boato, uma invenção de pessoas que devem sonhar comigo para serem capazes de engendrar semelhantes histórias. (...) É que a Senhora depois conclui que decidiu apoiar outro candidato porque perdeu a confiança em mim por causa da tal charrete. Ou seja, por eu ter feito o que afinal, nunca fiz”. A leitora do blog de Santana Lopes sugere que o social-democrata se mantenha no Parlamento onde o acha “brilhante”. Remata Pedro Santana Lopes: “Vá lá, vá lá que nunca me imaginou a ir de charrete para São Bento!... “. As pessoas gostam de dizer coisas e dizem, gostam de acreditar em boatos, e acreditam. Nem de propósito, Vieira do Mar, no Controversa Maresia: “Hoje é excepcionalmente louvável, porque é sinal de liberdade, dizer-se sempre aquilo que se pensa. Confunde-se frontalidade com egoísmo e honestidade com inconveniência. Poucos se dispõem ao sacrifício da mentira, mesmo que a piedosa, e as pequenas cedências caíram em desuso. Até o melindre é coisa de somenos, sentimento de fracos e de carentes sem auto-estima. Do mesmo modo, muitos não se abstêm de, em nome da verdade, morder a mão que lhes dá de comer, o que pode ser mais abjecto do que a própria mentira. Está muito de moda vomitar verdades sem querer saber das consequências;  e nunca um cliché serviu tanto como desculpa para a pura e simples falta de educação”.

Podia ser uma reflexão sobre a blogoesfera, mas é sobre Bob Geldof. Fica bem a rematar esta Janela que hoje abri sobre temas dispersos, daqueles que ficam para lá da espuma dos dias.

publicado por PRD às 18:09
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds