Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Dom Sebastião Rebello de Sousa

Antigamente havia o tabu, agora há a pergunta à moda de El Rei Dom Sebastião: E se Marcelo vier a ser o líder do PSD?
A pergunta presume a ideia de que nunca foi, o que não é verdade, mas nem por isso deixa de merecer longas e detalhadas reflexões no mundo dos blogs. Curiosamente, nos blogs de Pacheco Pereira ou Santana Lopes, tal facto não merece comentário. Mas no blog O Insurgente encontro dois textos que vale a pena citar. Um, de André Azevedo Alves, não é propriamente sobre Marcelo mas sem querer vai lá dar. Diz assim:
“O problema mais grave do actual contexto político português não está no centro-esquerda mas na ausência de uma alternativa consistente e credível no espaço não socialista. Sem essa alternativa à governação social-democrata de Sócrates, é o próprio regime que se desequilibra cada vez mais para a esquerda, como pode ser comprovado pelos fraquíssimos resultados do PSD e do CDS nas sondagens e pelo crescimento alarmante da extrema-esquerda que se aproxima dos 20%
O outro texto, de Bruno Alves, recupera uma ideia de José Miguel Júdice – ele afirmou que “só uma pessoa” poderia vencer José Sócrates nas eleições de 2009, “aparecendo seis meses antes”, e que essa pessoa é Marcelo Rebelo de Sousa. Pega então nessa frase e desenvolve a sua teoria. Começa por dizer que “Marcelo não se distingue pela riqueza do seu pensamento político”, mas, “tal como Cristo foi crucificado uma vez e voltará para castigar os pecadores, também Marcelo poderá descer à Terra uma segunda vez. E aqui, como disse em tempos Vasco Rato no Independente, talvez fosse um melhor Primeiro-Ministro do que candidato”. Acrescenta: “Marcelo poderia, na falta de um pensamento político solidificado, conseguir reunir em seu redor uma equipa de qualidade, essa sim, capaz de bem governar (...). Mas restaria um problema. Quando as coisas começassem a correr mal (...), alguém obcecado pela conspiração, pela politiquice, pela habilidade para dizer uma coisa e fazer outra, certamente deixaria cair essa equipa que eventualmente construiria em seu redor”.
Bruno Alves, no entanto, deixa ainda uma hipótese alternativa a escreve: “Paradoxalmente, essa fixação politiqueira de Marcelo poderia acabar por ser benéfica. (...) Marcelo poderia pensar na história. Poderia acabar por ser um governante firme, capaz de conduzir uma política que fosse ao encontro das necessidades do país, e mais importante ainda, capaz de aguentar a condução dessa mesma política, não por acreditar que ela seria a melhor (...), mas por querer ficar na história enquanto um governante firme. (...) Como alguém que conseguiu pedir “sangue, suor e lágrimas”. Se Marcelo alguma vez vier a ser líder do PSD, se alguma vez vier a ser Primeiro-Ministro (...) esta é a única hipótese de isso não se traduzir numa desgraça para este país”.
O debate sobre o PSD não abranda – ontem a liderança que está, hoje a liderança do futuro. Marcelo negou a hipótese ainda no domingo passado na RTP – mas no mundo dos blogs, como se vê, ela está de pé...

publicado por PRD às 19:10
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds