Quarta-feira, 19 de Março de 2008

"Que espera o PSD para sair do PSD?”

Já se sabe que os partidos políticos são o bombo da festa do debate politico na blogoesfera – mas o PSD tem estado mais na berlinda do que os outros. Por razões de fundo. Já com alguns dias, encontro uma análise muito interessante e que dá que pensar de João Pinto e Castro no Blogexisto. É algo que começa a sentir-se na blogoesfera e que passa pela ideia de um novo partido saído do descontentamento actual do PSD. Para começar, a pergunta que abre o texto:
“Que espera o PSD para sair do PSD?”
E a seguir: “A cena da apresentação do novo logo, com Menezes a comparar-se a Obama, deve ter dissipado as dúvidas a quem ainda as alimentasse: o homem tem um parafuso a menos. Sucede, porém, que o controlo que está a criar sobre o partido tornará muito difícil, senão impossível, a sua remoção (...). Estou consciente de que as declarações de preocupação de alguns dirigentes do PS acerca do estado a que chegou o PSD não passam de hipocrisia mal embrulhada num simulacro de sentido de Estado (...). Mas é um facto que em democracias formais como o México, o Japão e a Índia a supremacia de um só partido permitiu a sua perpetuação no poder por meio século ou mais. O mesmo pode vir a suceder em Portugal (...). Que esperam aqueles que, dentro do PSD, se escandalizam com o actual estado de coisas, para tomarem a iniciativa? (...) O caminho da criação de um novo partido parece cada vez mais inevitável, e este é capaz de ser o momento ideal. É claro que as próximas eleições estão perdidas. Mas o prestígio (...) de que os dissidentes (...) desfrutam na opinião pública deverá assegurar ao novo partido uma votação entre os 12 e os 15%, valor mais que suficiente para (...) prepararem uma candidatura com legítimas pretensões no horizonte de 2013. Cheira-me que é agora ou nunca”
Noutro patamar, Ana de Amsterdam acha que a guerra já começou, ou seja, a hora das decisões terá chegado. Escreve: “A guerra foi declarada. É melhor assim. É preferível a guerra aberta às guerrilhas partidárias que se fazem em surdina, por corredores e bastidores, manipulando este e aquele, congregando esforços, pedinchando apoios. (...) Nada poderia ser pior para o PSD do que continuar a viver num clima de paz podre em que a mediocridade do líder, e dos seus cães de fila, se desculpa, a cada disparate, pelo facto de ter sido legitimamente eleito”
Ora, enquanto isto sucede José Medeiros Ferreira nota no seu blogue que “Primeiro foi Freitas do Amaral, depois José Miguel Júdice e Maria José Nogueira Pinto.Agora chegou a vez de Proença de Carvalho prestar vassalagem a José Sócrates. E ainda se admiram que a direita esteja em crise...”
Crise, não senhor: a direita está à beira de uma mudança. Um novo partido? Uma revolução no PSD? Alguma coisa vai acontecer – e se a blogoesfera constitui uma montra de tendências futuras, parece óbvio que vem aí um novo partido Ou melhor: um PSD que sairá do PSD.
publicado por PRD às 23:12
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds