Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008

Júdice versus Marinho

É um dos fait-divers da semanas mas tem dado que falar. João Gonçalves, no Portugal dos Pequeninos, conta-o:
“O dr. José Miguel Júdice, a mais recente aquisição moralista do PS, apelidou Marinho Pinto de populista e comparou-o a Chávez e a Mussolini. Mais. Acusou-o de querer ser um candidato de esquerda, a Belém, contra Cavaco”.
Eu pensaria que João Gonçalves se tinha passado, pronto, muito sol na moleirinha. Mas não: vi na SIC Noticias e era verdade.
“A cabeça de Júdice de há muito que já não é o que era, diz então João Gonçalves, apesar de, como a de todos os narcisistas, continuar a estar demasiado apaixonada por si mesma. Júdice imputa a Marinho o que porventura lhe vai na alma. Júdice gostaria de ser candidato presidencial do PS, agora ou depois. Um homem com esta ambição não precisava passar pelo vexame de ser sócio de um restaurante de luxo que só paga quinhentos euros de renda e que chega a vender vinhos a mais de dois mil. A "grandeza" supostamente não devia ser mesquinha”.
Ora bem, é Júdice em duas frentes: o que ele diz de Marinho Pinto, e o estranho caso do restaurante de luxo que paga 500 euros de renda mensal. Deixemos a renda, centremo-nos na guerra judicial. Escreve Vital Moreira no blog Causa Nossa:
“Penso que o bastonário da Ordem dos Advogados não ganha nada nos excessos verbais em que por vezes incorre nem tampouco na criação de uma fronda de grupos agravados contra si (...). Mas parece-me evidente que nada disso justifica a brutalidade verbal dos ataques "ad hominem" do antigo bastonário José Miguel Júdice, por maior que seja o contencioso pessoal entre ambos”.

Estamos no domínio do pedido sincero de algum bom senso. É no mesmo sentido que escreve Cristina Ferreira de Almeida no Corta-fitas:
“José Miguel Júdice tem um problema qualquer. Primeiro pensei que (...) tinha um problema específico com o anterior bastonário dos advogados, Rogério Alves. Afinal, tem também um problema com o actual bastonário. É respeitável também; já a forma como o enuncia não. Alguém devia dizer a José Miguel Júdice que ele já não é bastonário dos advogados. Pessoas que eu estimo e que estimam José Miguel Júdice dizem-me que ele pretende ser um mártir. Mas de quê? Ninguém me sabe explicar”. E com humor remata Cristina: “Enquanto não se percebe, sugiro à SIC que o tire de A Regra do Jogo e o passe para a Tertúlia Côr de Rosa”.
Pedro Marques Lopes, no 31 da Armada, é mais seco e escreve direitinho: “Segundo José Miguel Júdice, um populista gordo e forte vai concorrer contra Cavaco nas Presidenciais. Aos constantes insultos, Marinho Pinto vai respondendo com um imperturbável silêncio. Júdice anda a dar um tristíssimo espectáculo”.
O passeio que dei pela blogoesfera, incluindo blogues como o bicho-carpinteiro ou o blog operatório, deram todos o mesmo sinal: José Miguel Júdice, por mais que seja um respeitável barão da nossa vida politica, está numa guerra exagerada com o bastonário. E tudo o que é demais, já se sabe no que dá...

publicado por PRD às 19:01
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds