Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

Oh, não, outra vez a ASAE...

O tema ASAE, julgava eu, ia começar a baixar de tom, e acabaria por desaparecer do debate nacional. Erro: veio Mendes Bota comparar a Autoridade à PIDE, veio depois José Sócrates elogiar a instituição. Acordou de novo o monstro.
Susana, no blog Aspirina B, ouviu Mendes Bota e escreveu: “A mim o que choca não é o ataque ao dito, mas o grotesco da comparação. É estar mais atento ao folclore que à gravidade. Ignorar 48 anos de história, e suas consequências, em troca de uma piada seca” Carlos Botelho, no Cachimbo de Magritte, vai mais longe: “Esta é uma daquelas burrices (…) que só servem o adversário. O engenheiro Sócrates abocanhou logo a oportunidade. Lá veio ele, carpindo o escândalo, esbracejar indignadíssimo (…) contra o ataque à sua ASAE”. José Medeiros Ferreira, no Bicho-carpinteiro, garante que se deu “o primeiro grande esclarecimento entre José Sócrates e a direita política e até social. (…) A ASAE- que em princípio, é apenas um serviço de fiscalização alimentar e económica - foi apelidada pelo chefe do governo de «instituição do Estado» que «veio para ficar». Para o caso do PSD do Algarve e Madeira ainda não ter percebido e nenhuma agência de comunicação (…) ter explicado a Filipe Menezes”.
Francisco José Viegas põe água na fervura e tenta a via do senso no blog Origem das Espécies:
“A actividade da ASAE é desejável e fundamental, no sentido em que é (…) uma agência de segurança alimentar. A ASAE levou o que levou porque tratou o país como coisa sua, a coberto da lei. (…) É bom que regresse o bom-senso. O primeiro-ministro está irritado, mas é a vida. Que ralhasse primeiro”.
Vital Moreira, no Causa Nossa, limita os danos à oposição. O PSD diz que só José Sócrates leva a sério a ASAE, Vital responde: “Uma oposição séria e responsável também deveria respeitar e apoiar o organismo público que veio dar visibilidade e eficácia à defesa da segurança económica e alimentar (…), condição elementar de um país civilizado. Mas pelos vistos falta essa oposição”.

Termino o passeio no blog Grande Loja do Queijo Limiano, onde José lança um olhar mais geral sobre o organismo:
“O problema principal da ASAE, não é apenas o da visibilidade dos "shows-off" do seu Inspector Geral, o fumador de casino, António Nunes. É principalmente, o da credibilidade de um organismo público, colocado perante a necessidade de actuações discretas em alguns casos e em visibilidade firme (…), perante outros. (…) No fundo, é um problema de quem não entende o povo português e as idiossincrasias que lhe são próprias. Neste, como noutros assuntos. Continua a ser, por isso, um problema de senso comum, na actuação concreta que não se compadece com fundamentalismos em áreas como a restauração, tendo em conta o país real que somos e continuaremos a ser: "um país engravatado todo o ano que se assoa à gravata, por engano", no dizer de Alexandre O´Neill.”
Não podia fechar com palavras mais certeiras…

publicado por PRD às 18:43
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds