Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008

Sem estados de alma

Pois muito bem, vamos então ver como a assembleia geral do BCP chegou à blogoesfera , comecemos por uma imagem geral, já de si critica, por Carlos Abreu Amorim no Blasfémias: “A lista vencedora teve 283 votos que representam 97,76%. A lista de Miguel Cadilhe obteve 560 votos que só representam 2,14%. (...) O BCP nunca mais será um banco em que os pequenos accionistas contem para alguma coisa - a partir de hoje, o BCP é uma coisa muito diferente de tudo o que conhecíamos”.
Eduardo Pitta, no blog Da Literatura, tem uma frase de génio: “nem os negócios têm estados de alma, nem os accionistas jogam a feijões”.
O anónimo que assina o blog Jumento é mais claro na análise: “A derrota de Miguel Cadilhe na corrida para a presidência do BCP foi humilhante, deveria ter sido prevista por quem conhece tão bem os accionistas do banco. Ao concorrer à liderança de um banco de onde saiu permitindo que o seu nome fosse utilizado pela tentativa de partidarização feita por Luís Filipe Menezes, Miguel Cadilhe não só foi "expulso" do BCP como foi associado a mais um disparate do líder do PSD”.
Já Miguel Abrantes, no Câmara Corporativa, acha que “tendo-se verificado que Menezes e Santana resolveram meter a cabeça no cepo, ao politizarem a escolha de uma instituição privada (...), pode concluir-se que também o PPD /PSD obteve um resultado humilhante. Arranjou um candidato, foi a votos e…”

E perdeu, é verdade.
JCS , no blog Lóbi, prefere destacar a nomeação de Armando Vara para a administração do banco: “Aos cinquenta e três anos, Armando Vara encontrou finalmente emprego. Já não vive do Estado. Devia ser feriado”.
José, na Grande Loja do Queijo Limiano, vai por outro lado e faz um historial ilustrado da banca portuguesa desde o tempo das nacionalizações de 1975 para rematar: “Os problemas do BCP são tributários, integralmente, do que se passou entretanto”. Isto é, desde as nacionalizações até ás privatizações...
Paulo Querido, no blog Mas Certamente que sim, prefere recomendar aos liberais: “Assobiar para o ar e mencionar o lindo dia que está; afirmar despudoradamente que o bom capitalista é o que suga o melhor que o Estado tem para lhe dar e cospe o pior; a caminho do Júlio de Matos, insistir com o condutor da ambulância que estamos a assistir à estatização do Maior Banco Privado Português”.
Esperemos agora que o Banco volte à normalidade. Os blogues nacionais acompanharam com especial interesse esta crise – bom sinal democrático num Portugal que poucas vezes assim se manifesta. Mas, por mim, já chega...

publicado por PRD às 23:48
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds