Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Blog da Semana: Visto da Economia

Olhar, reflectir e debater Portugal e o mundo com a visão da economia – foi isto que prometeu o blog Visto da Economia quando apareceu, em 2007, justamente no dia em que Portugal assumia a Presidência da União Europeia.

A jornalista Helena Garrido assumia a autoria do blog e escrevia:

”Vamos ter seis meses muito interessantes pela frente. O governo português tem o sonho de conseguir concretizar o Tratado Reformador, o sonho de ter um Tratado chamado Lisboa. Não é impossível.”.

Não era impossível, não foi impossível.

Helena Garrido, que no próximo mês entra para a direcção do Jornal de Negócios, é uma jornalista com longa experiência no domínio da economia. Passou pelas direcções do DN e do Diário Económico, é Licenciada em Economia e com uma pós-graduação, comentadora regular da SIC Noticias.

Julgo não errar que foi na sequência da sua saída do Diário de Noticias que decidiu fazer um blog na plataforma IOL onde analisa diariamente a economia, sejam noticias, dados estatísticos, orçamentos. Analisa, descodifica, dá também opinião, como sucedeu na polémica do salário dos gestores. Escreveu Helena Garrido:

“De acordo com a Mercer  o valor da mediana para os presidentes das empresas é de 482.043 euros (ou seja, 50% dos presidentes de empresas ganham no máximo esse valor). Depois do discurso de Ano Novo do Presidente da República – disse Cavaco Silva: “Interrogo-me sobre se os rendimentos auferidos por altos dirigentes de empresas não serão, muitas vezes, injustificados e desproporcionados, face aos salários médios dos seus trabalhadores.(...)” - É oportuno debater um assunto que foi durante 2007 também um tema nos Estados Unidos. O problema não está apenas no BCP.
Confesso que não sei se é alto ou baixo, o que se paga aos gestores. Tudo depende do valor que criam ou criaram”.

Noutro caso polémico, perguntas que ficam: “O caso BCP - sim, é melhor começar a designá-lo assim - entrou na fase da irracionalidade completa.
Já faltava de facto pouco. Bastou o Governo meter a mão no assunto para assistirmos agora a declarações e contra-declarações, opiniões e sentenças várias”. Depois de citar vários exemplos, duvida se “o Banco de Portugal seria o único que tinha obrigação de saber”. E pergunta: “O governo e especialmente o ministro das Finanças não tinham também obrigação de saber? Há quanto tempo se sabia, por exemplo, que o BCP emprestava para se comprar acções do próprio banco?”

Paralelamente aos textos, Helena Garrido sugere fontes de consulta, livros, e todo o blog está recheado de links, ligações, para sites e blogs e jornais de todo o lado.

Trata-se, portanto, de um blog altamente profissionalizado, que julgo ser de consulta elementar para quem trabalha nesta área.

Visto da Economia, assim se chama: está em http://vistodaeconomia.blogs.iol.pt/, e é o meu blog da semana.

publicado por PRD às 18:34
link do post | comentar
2 comentários:
De Yoga Amadora a 12 de Fevereiro de 2009 às 14:39
Olá a todos,

Acho que se poderia criar uma Lei em que os administradores os gestores de empresas tivessem um salário até um percentual máximo acima dos seus funcionários.
Já não poderiam esticar a corda ou então teriam de valorizar os vencimentos dos empregados.

Abraços e parabens pelo Blog


De andre a 15 de Agosto de 2009 às 02:25
visita o meu blog, espero que o aches tao interessante quanto achei o teu.~
parabéns e continua a levar a ideia para a frente.
http://osomdaeconomia.blogspot.com/


Comentar post

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds