Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

O PSD do jornal ao blog

Quando há tema e polémica, nem adianta ir comprar o jornal: um busca na Internet e encontramos na blogoesfera tudo o que os jornais publicam. Exemplo: O PSD, no seu novo rumo, anunciou que também ele quer ser uma "empresa". O tema pôs os comentadores de cabelos em pé.
Vasco Pulido Valente escreveu no Público – e poucas horas depois, qualquer um podia ler o seu artigo integral no blog Jumento:
“O PSD acabará por se tornar no objecto que o mercado deseja. O mercado gosta de um "homem de Estado": os técnicos farão do seu instável "chefe" o "homem de Estado" de que o mercado gosta (...). O mercado aspira a receber e detesta pagar: Menezes dirá obliquamente que não discorda. Daqui em diante o mercado decide como, quando e com que fim ele abre e fecha a boca”.
Sobre o tema escreveu também, no Público, Pacheco Pereira, mas logo disponibilizou no Abrupto, o texto do artigo onde diz:
“Não é às fábricas de aparências, cor-de-rosa ou cinzentas, que se deve ir buscar inspiração, nem aos mitos do "futebolês" e do "economês", mas ao conhecimento da sociedade, às virtudes cívicas e à política ao serviço do "bem comum". Seria mais útil lerem, por exemplo, Sá Carneiro, esse político antiquado e pouco moderno".
No seu blog pessoal, Pedro Santana Lopes também reflecte esta ideia pragmática dos partidos e da politica e escreve:
“Não faz sentido o líder de um partido, nos tempos que correm, não dispor de assessoria, especializada e em full-time, para estar apto a responder devidamente às solicitações que todos os dias surgem. Obviamente que um líder tem o seu pensamento próprio. Mas isso não dispensa assessoria de investigação, de documentação, de comunicação e até de concepção”.
Por fim, mantendo a lógica da ligação entre blogues e jornais, sigo a reboque do blog Da literatura, onde Eduardo Pitta traz as ideias de António Barreto e Rui Ramos que ficaram nas páginas do Público...
António Barreto: «O que sobra para o PSD? Para que Portugal precisa do PSD? O que é que o PSD vai trazer à sociedade portuguesa? [...] Para que um partido tenha lugar na sociedade, ele tem de ter capacidade de liderança, mas também programa e estratégia. As pessoas só votam se sentirem que o partido é necessário. Esta é a grande crise do PSD e da direita.»
Rui Ramos: «Talvez o mais problemático da situação do PSD seja o grau de imprevisibilidade quanto ao futuro do partido. [...] Menezes é um homem do passado [...] vem na continuidade de uma velha cultura PSD, que se recusa a situar na direita, mas que pensa que pode passar por direita. [...] Menezes é o PSD que se recusa em optar entre o status quo e as reformas”
Facto incontornável: o PSD atravessa um mau momento, reflectir sobre o seu caminho, o seu futuro, parece óbvio e necessário. Desta vez, mais do que nunca, a blogoesfera pode ser terreno fértil para essa reflexão. A ver vamos que futuro sai deste presente.
publicado por PRD às 19:14
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds