Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

Diplomacias

E então lá veio até Lisboa o Presidente venezuelano Hugo Chavez, logo agora que está fresca ainda a polémica, na cimeira ibero-americana, com o rei de Espanha. Duarte Calvão, no blogue Corta-fitas, é claro e vai direito ao assunto: “O candidato a ditador vem a Lisboa… e eu estou-me nas tintas. Nas relações internacionais, sou a favor daquela história do "Estado a Estado", independentemente de quem ocupa a chefia do dito. O problema é dos venezuelanos, que o elegeram, e não nosso. Quanto à questão com o rei de Espanha, fiquei contente por ter sido um momento clarificador no meio de tanta confusão ideológica que há no mundo. Quem tem uma ponta de simpatia por Chávez (…), ou tenta justificar a sua actuação como presidente, pode ter a certeza que é de esquerda”. E remata bem:
“Tenho a enorme satisfação de saber que a minha cidade (…) o vai receber com mau tempo”.
Alice Pato, no blog Coisas Publicas, recupera as declarações de António Costa e Silva no programa "Prós e Contras" para recolocar a questão de Chavez na economia global: “Deveríamos ter noção das potências emergentes e do seu papel a médio prazo; na colaboração com os países que têm reservas imensas de petróleo mas onde existe uma desigualdade gritante entre ricos e pobres, (…) como é o caso entre outros da Venezuela e do Irão. O problema central é o da distribuição da riqueza."
Daniel Oliveira, no blog Arrastão, socorre-se de sondagens e escreve: “Os venezuelanos são o segundo povo mais satisfeito com a sua democracia na América Latina. Há onze anos eram metade os que manifestavam este sentimento. Eu posso achar que Chavez segue mau caminho. Mas todos os sinais dizem que os venezuelanos estão satisfeitos com a sua escolha. A democracia é isto. “
Por isso Daniel remata: «não chamo à vontade dos venezuelanos, "ditadura"».
Carlos Manuel Castro, no blogue Palavra aberta, acha natural o encontro entre os líderes dos dois países:
“Portugal tem interesses bem elevados na Venezuela. Os milhares de emigrantes que vivem na pátria de Bolívar precisam de suporte e apoio do país natal. Porém, com o pseudo-biblista-bolivarista, todos os cuidados são poucos. Bem se pode adoptar o ditado aos tempos correntes, por que a origem está desfasada: do populismo, nem bom vento nem grande entendimento. (…) As nacionalizações que estão a ser assumidas em alguns países da América do Sul, em especial na Venezuela, não são boas, nem para as empresas investidoras, nem para os nacionais, nem para o país. O que pode parecer um sonho de investimento, bem pode virar pesadelo”.
Por fim visito o blog da revista Atlântico e encontro uma citação que remata bem esta viagem rápida:
“A Venezuela é uma democracia a caminho da ditadura”, comenta ao P2 Pedro Marques Lopes, colaborador da revista. “A democracia constrói-se, é um processo evolutivo. Quando alguém vence eleições e depois desrespeita os princípios básicos do estado de direito (liberdade de expressão, direito à propriedade), deixamos de poder falar em democracia.”
Enfim, o tema vai continuar em debate nos próximos dias, disso estou certo. Para já fica este primeiro olhar das blogoesfera sobre uma visita com duas faces distintas, mas um só final.
publicado por PRD às 18:40
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds