Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

O regresso dos tribunais plenários...

O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha de Nascimento, defendeu há dias a criação de um órgão com poderes disciplinares efectivos sobre os jornalistas, por causa das violações estatutárias. O Sindicato de Jornalistas já rejeitou tal ideia, mas pouco mais se falou sobre isso, como se fosse tema incómodo. Pedro Correia, no Delito de Opinião, acha “inacreditável que os órgãos de informação não tenham "editorializado de imediato sobre o assunto", na perspectiva crítica que a proposta do presidente do Supremo naturalmente deve suscitar a quem preza a liberdade de imprensa”, e por isso sublinha as palavras de Francisco José Viegas num programa de televisão: “É um absurdo." “Os tempos não estão propícios à crítica - é a conclusão a que se chega. Mesmo sem haver políticos a exercer tutela disciplinar sobre os jornalistas”, remata Pedro Correia, que é jornalista e obviamente defende a sua dama. Aliás, ele próprio já tinha escrito: “Felizmente o conselheiro Noronha do Nascimento ainda não é legislador: por enquanto só lhe compete aplicar a lei. Formulo votos para que continue a fazê-lo da melhor maneira, não obstante o tempo que os jornais, as rádios e as televisões "corporativistas" lhe vão roubando”.

No seu blog, Origem das Espécies, Francisco José Viegas insiste na relação entre silêncio e imprensa: “Salvo erro, ainda não vi gente em pranto, rasgando-se, aos saltos, por causa da intervenção do sr. presidente do Supremo Tribunal de Justiça, num dos ataques mais frontais à liberdade de imprensa. Que um trauliteiro o faça, munido dos instrumentos habituais, estamos habituados; que um presidente do Supremo Tribunal de Justiça peça um tribunal de excepção — digamos, um Tribunal Plenário — que integre a «estrutura política do Estado» (políticos nomeados pelo governo?, pelo Parlamento, pela vizinhança?) para julgar a imprensa e os jornalistas, é não apenas grave como estapafúrdio”.

Rui Crull Tabosa no 31 da Armada nota que “logo a seguir a tal atoarda (a de Noronha de Nascimento), o novo ministro da Justiça, Alberto Martins, sorrindo, se tenha apressado a considerá-la como uma ideia interessante, que merece ser ponderada…”. Sugere que se deixem de “jogadas” “e que, em vez de andar às arrecuas sobre o modo de como acabar com a liberdade de imprensa e calar o jornalismo livre, proponham a reintrodução dos tribunais plenários do anterior Regime”.

Exageros à parte, não foi feliz o Presidente do Supremo – mas é realmente estranho que a maioria dos jornais não tenha ligado a estas ideias e tenha sido no mundo dos blogues que o tema ganhou dimensão. Em época natalícia de paz e tranquilidade, deve ser essa a explicação. Digo eu, claro…

 
 

publicado por PRD às 02:02
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds