Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Regionalização

As jornadas parlamentares do Partido Socialista em Beja, hoje encerradas por José Sócrates, abriram nova frente de debate: a regionalização. O debate interno depressa saltou cá para fora – e quem lhe saltou logo em cima foi João Gonçalves, no Portugal dos Pequeninos: “É mais uma imbecilidade que, volta não volta, regressa”. E depois de cita o blog Do Médio Oriente e Afins: «Invocam os partidários da regionalização, por ignorância ou má-fé, que países de superfície igual ou inferior à de Portugal estão regionalizados. E citam a Bélgica e a Suíça. Ora a Bélgica tem de facto duas regiões distintas: a Flandres, onde se fala flamengo e a população é protestante e a Valónia, onde se fala francês e a população é católica. A Suíça (...) é constituída por um mosaico de cantões, de religiões várias e línguas distintas: fala-se o francês, o italiano, o alemão e o romanche, para além das línguas da imigração, praticam-se as religiões católica, protestante, ortodoxa e muçulmana.». E remata João: “Nós falamos uma língua única, a de pau, da qual faz parte a regionalização enquanto necessidade de agradar aos "tony carreiras" da política nacional. Já chega de "autarcas".

Em sentido diverso vai Manuel Oliveira no Golpe de Estado: “Sou pró-regionalização desde que me conheço a conhecer este país. A criação de sete regiões (...) parece-me uma solução óbvia aos demais evidentes traços económicos, sociais e culturais únicos a cada um dos cantos. Porque sei, sinto e percebe-se a vontade de liberdade a esta asfixia de um poder de decisão centralizado dos serviços, das instituições, das empresas e até das mais elementares oportunidades. Chamem-lhe bairrismo. Eu prefiro chamar-lhe desenvolvimento estratégico claro, com base num poder de decisão próximo da realidade, consciente das oportunidades e limitações do melhor que cada região tem para dar ao todo, Portugal”.

E no mesmo blog, uma posição a meio caminho, de Tiago Loureiro: “Como a batata, a regionalização também pode dar em muita coisa diferente. Pode ser positiva, negativa, irrelevante, catastrófica... Por isso, começar a arregimentar forças por um "sim" e um "não" a uma coisa que ainda não está definida – algo que só deve, desejavelmente, acontecer depois de um amplo debate – parece-me precipitado”.

Rui Crull Tabosa, no 31 da Armada, acha que o debate, neste momento, não faz sentido:

“A realidade do País em 2009 é de que há mais de 560 mil desempregados, 20% de Portugueses pobres, um défice público superior a 8% do PIB, uma dívida externa que cresce mais de 30 milhões de euros/dia, uma crise económica e social generalizada”, e por aí fora, o rol que já conhecemos.

Pode ser verdade, mas o tema voltou à ordem do dia e parece que desta vez vai em frente. Veremos se Portugal fica partido em regiões ou unido pelo centro de Lisboa...

 
 

publicado por PRD às 01:57
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds