Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

Bloga da Semana: É tudo Gente Morta

Depois da euforia dos blogues colectivos, o fenómeno praticamente morreu – excepto em vésperas de eleições ou referendos. Aí volta o frenesim – mas logo passa, e o mundo dos blogues anda tranquilo, cordato, entre os blogues do costume. Como não há mesmo coincidências, soube esta semana, num velório, isso mesmo, num velório, soube do nascimento, a 1 de Outubro passado, do blog “É tudo gente Morta”.

É o que eles dizem, claro: herdeiro dos melhores momentos do blog Geração de 60, este novo espaço junta de novo Manuel Fonseca e Pedro Norton a uma galeria de notáveis. De Eugénia de Vasconcelos a Teresa Coinceição, de Dulce Garcia a Pedro Marta Santos, de Vasco Grilo a José Navarro de Andrade, uma dúzia de autores que se cruzam pelas televisões, pelos jornais, pelo cinema – e pelos amores às artes e às culturas.

O nome do blog é estranho. É. Chama-se “É tudo gente morta” e no seu estatuto editorial diz-se:

“Desenterremos os mortos se queremos cuidar dos vivos. "É Tudo Gente Morta" é um blogue. A vaga ideia que inspira o título é a celebração das pessoas a quem muito devemos, mais nos deslumbraram e, peganhentos, amamos ou amámos (...). Com raras e conspícuas excepções é tudo gente que já morreu. O "É Tudo Gente Morta" quer-se hedonista: preferimos ser hagiográficos a críticos. Pode (...) falar-se de tudo: aquilo de que não se pode falar não tem, Mr. Wittgenstein, de ficar em silêncio. Pode fotografar-se. Ou desenhar-se. Tudo com destemperada elegância e liberdade de espírito. Cabem no blogue derivas (...) que vão de gostos musicais até dramas futebolísticos, passando por religião, sexo, pintura, literatura, antropologia, política, economia, matemática, ciência, filosofia, trivialidades. Dissemos sexo? Dissemos! Mas queríamos dizer amor”.

Com um elegante design e a mais pura simplicidade, inclui uma secção justamente chamada Cemitério dos nossos mortos onde oficialmente se prestam homenagens a quem comove e convoca aquele grupo de bloggers. Já lá se encontram João Benard da Costa, Raul Solnado, António Sérgio, mas outro há mais tempo idos, como Eugene O’Neill ou Ian Curtis.

No “É tudo gente morta”, que se encontra em www.etudogentemorta.com, e que é o meu justíssimo destaque da semana, às vezes os queridos mortos regressam à vida. Encontrei lá, pela mão de Manuel Fonseca, este encontro com Raul Solnado:

“Raul  voltou para jantar. Senta-se connosco à mesa, não prescinde do lugar dele, sempre o mesmo, costas voltadas para a porta  — “a corrente de ar, agora, não me faz grande diferença”, diz — bebe o mesmo tinto que bebia, zanga-se, sorri e recusa-se a desfazer velhos equívocos. Já ouviu das boas e, imperturbável, fez questão em salientar “falem à vontade, só mudei numa coisa: acho agora que um homem só tem uma cara, a cara com que morreu. Façam o favor de morrer se querem mesmo ser felizes”.

publicado por PRD às 00:58
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds