Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

A queda de um anjo...

Já se calculava que alguma cabeça havia de rolar desde o dia em que se soube que tinha havido comunicação entre Belém e o jornal Publico por causa das presumíveis escutas do Governo á Presidência. Rolou ontem a cabeça do mais fiel assessor de Cavaco desde há 24 anos: Fernando Lima, ele próprio um jornalista, convêm nunca esquecer.

As reacções aí estão: Carlos Abreu Amorim, no Blasfémias, diz que a decisão do Presidente “dificilmente poderá obstar à péssima impressão que Cavaco Silva deixa em todo este imbróglio. Pelo contrário, este gesto desmente a versão das escutas a Belém e os intentos do anúncio da vistoria ao palácio em busca dessas escutas perdidas. (...) Cavaco e os seus aprendizes de feiticeiro talvez tenham acabado de garantir a vitória de Sócrates. Eleitoral e – pasme-se – moral também”. Paulo Pinto Mascarenhas concorda: “Sócrates e o PS são, à primeira vista, os beneficiados”. Pedro Marques Lopes, no União de Facto, deixa a pergunta singela: “E, já agora, como é que fica a claustrofobia? Já se respira melhor?”.

À esquerda, no Arrastão, Daniel Oliveira deixa a duvida: “Ainda me lembro de um mail em que se dizia que o assessor passou a informação por ordem de Cavaco. Será falso ou o nosso Presidente é daqueles que prefere culpar o mordomo?”. Tomás Vasques olha mais para a frente: “seja do presidente, do primeiro-ministro ou de ministros, com esta demissão, muitas «fontes» vão secar e muitas «encomendas» vão ficar pelo caminho. É uma boa notícia”.

No meio do episódio, do folhetim, há quem peça já a cabeça do próprio Presidente, como Vítor Pimenta no Avenida Central: “Em vez de desfazer equívocos no mesmo dia em que o Público lançou a "encomenda", Cavaco Silva arrastou a paranóia a corroer o que restava da imagem do Governo e da Democracia Portuguesa. Se isso pode não dizer nada da neutralidade do Presidente da República, diz muito da sua incapacidade política. Com Fernando Lima a sair, resta saber o que Cavaco Silva ainda está lá a fazer”. Paulo Guinote, na Educação do meu Umbigo, pede a Cavaco Silva que se explique e JC no Gato Maltês escreve que, ao demitir o seu assessor, o Presidente “está a admitir as responsabilidades (...) por aquele que é, talvez, o acto mais grave alguma vez praticado em Portugal por um orgão de soberania”. O que de alguma forma leva M. Silva no blog Politico Gratuito a escrever: “Agora só mesmo a demissão de Cavaco Silva permite assegurar que o clima de conspiração permanente em que Belém se ocupa, chega ao fim”.

O que começou por ser um disparate de Verão ameaça influenciar os votos do próximo domingo. A reflexão que daqui resulta é simples: se em tempo de guerra não se limpam armas, como podemos achar que no resto do tempo as coisas são diferentes. Não devem ser, parece-me. Faltam cinco dias para as eleições.

publicado por PRD às 03:03
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds