Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

Para lá da espuma dos dias

É incontornável a politica e as politicas. Mas lá está: o mundo dos bloges às vezes reserva-nos surpresas que estão para lá da espuma dos dias, daquela ligeireza com que se olha um debate ou uma frase de um candidato. Foi isso que hoje encontrei no blog Vox Pop, de Paulo Gorjão. Sob o titulo “Crónica de uma Derrota Anunciada”, escreve ele: “A memória é um bem precioso e muitas vezes oferece outros ângulos de observação para os factos presentes. (...) Valerá a pena, porventura, olhar para as eleições federais alemãs de Setembro de 2002. A CDU/CSU, liderada por Edmund Stoiber, elegeu como temas de campanha [1] o desempenho económico do Governo, [2] os impostos, e, [3] os valores familiares. No final, ainda que a margem não fosse muito grande, a verdade é que a CDU/CSU perdeu para o SPD liderado por Gerhard Schroeder. Importa lembrar que Schroeder não era propriamente alguém com uma vida modelar. Casado quatro vezes e com três divórcios no currículo, o líder do SPD não era um politico cuja crença religiosa fosse uma das suas marcas. Mais. Schroeder não era (...) conhecido por ser alguém sem mácula de um ponto de vista ético e moral. Começa a soar a familiar?

Por cá, em Setembro de 2009, Manuela Ferreira Leite elegeu como temas de campanha [1] o desempenho económico do Governo, [2] os impostos, e, [3] os valores familiares. Tudo embrulhado no pacote da Verdade. Por cá, tal como na Alemanha em 2002, temos um primeiro-ministro divorciado, que não é conhecido por ser um pessoa religiosa e que de um ponto de vista ético e moral deixa, aparentemente, algo a desejar. Stoiber perdeu as eleições”

Este paralelismo que Paulo Gorjão convoca dá que pensar. Como também dão que pensar as palavras de Pedro Marques Lopes no blog União de Facto, a propósito da ida de Manuela Ferreira Leite à Madeira: “Aparentemente, a Dra Ferreira Leite não estava contente com a estratégia da “asfixia democrática” e resolveu destruí-la. Só assim se podem compreender as suas espantosas declarações durante a visita à Madeira. Fez bem. Essa conversa pateta já tinha sido utilizada pelos socialistas ao tempo de Cavaco Silva e teve os resultados conhecidos. Claro está que havia outras maneiras de rasgar uma campanha...”.

Ora bem: num post e noutro, o que importa é sublinhar que há sempre paralelos e comparações por fazer, e que a memória conta quando se trata de pensar em política neste domínio.

Assim vai continuar a ser nas próximas semanas, até às eleições. E ainda que tenha regressado só esta semana, sou tentado a partilhar as palavras de Manuel Jorge Marmelo no seu blog: “Noto, com certo pesar, que tenho dedicado uma atenção excessiva às coisas da política, ou, o que é pior, à politiquice pura. Sendo verdade que circulam por aí, em tempo de campanhas eleitorais, personagens particularmente lamentáveis e irritantes, não é menos penoso constatar que me deixo arrastar para esse lodo e perco tempo, por pouco que seja, com tão tristes figurinhas. Tentarei, por isso, ter mão nisto”. Amanhã, sexta, com a escolha da semana, seguramente que trei também mão nisso. Faltam 17 dias para as eleições.

publicado por PRD às 00:51
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds