Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

Desconfiança

Se houvesse um titulo para a crónica de hoje, esse titulo teria de incluir a palavra desconfiança. Porque é disso que se trata quando em Portugal se fala de justiça, de politica, de educação, agofa também de saúde: a desconfiança supera qualquer crédito ou convicçãO.

No caso dos doentes que ficaram cegos após uma intervenção no Hospital de Santa Maria, a O Ministério Público (MP) abriu um inquérito-crime. O processo foi distribuído à 6.ª secção do DIAP de Lisboa, que "é especializada na matéria", e que é chefiado pela procuradora-geral adjunta Maria José Morgado.

A noticia, o que provoca nos blogues que leio? Desconfiança. Escreve Rodrigo Moita de Deus sob o titulo “A Justiça é cega”: “Estou mais descansado. Vão ser 4 anos de investigação, oito manchetes a revelar perigosas conspirações com “os grandes laboratórios”, nove denúncias sobre "corrupção" dos médicos, 12 reportagens sobre "o submundo das farmácias" e 17 entrevistas da própria. No fim do julgamento, que vai durar outros 6 anos, não há condenações. É nessa altura que vamos descobrir que os doentes cegaram-se a si próprios”.

No mesmo sentido escreve o blog O penico: “quanto a inquéritos todos sabemos para que servem e a cegueira ninguém a tirar já a estes doentes. Haverá indemnizações? Para quando? Responsabilização, dificilmente. A culpa só não morre solteira neste Estado de Direito (?) se não envolver a arraia miúda. Sabemos”. No blog atributos adivinha o relatório final, “um acidente infeliz”.

Como se vê, do que falo é de um total descrédito nas instituições que investigam julgam, apuram factos. Até também no jornalismo, a ver pelo texto de JFD no blog Câmara de Comuns: “O Jornalismo em Portugal tem-me deixado bastante desiludido. (...) O que se passou? o que se passará? Não sei se o mal é meu, (...) mas parece-me que o que vejo e leio apenas é a transcrição do que alguém disse. Nada mais, nada menos. (...)  Onde está a investigação? Onde está a indignação?”.

No blog Lóbi do Chá, José Costa Silva inclina a desconfiança para o poder da indústria farmacêutica: “Qualquer chafarica, por mais insignificante que seja, vai fazer triliões de euros até este post estar concluído. Não custa assim tanto imaginar, portanto, que as lutas dentro da indústria, sobretudo em períodos de crise, podem resultar em gripes e sabotagens. É levemente conspirativo, bem sei, mas o negócio da droga não é para brincadeiras. E a gente não acredita em bruxas, mas…”

O exemplo de Santa Maria é um, o caso de Joana Amaral Dias deixou meio mundo a desconfiar do PS e do Bloco e de Louçã, e não resisto a deixar aqui um outro para fechar o dia. No fim-de-semana passado, Manuela Ferreira Leite faltou ao comício de Alberto João Jardim na Madeira alegando uma gripe – uma gripe das clássicas. Mas logo reapareceu em plena forma. Emídio Fernando, no correio preto, desconfia: “Manuela Ferreira Leite curou-se rapidamente da maleita que a apoquentava. Bastou terminar o comício do Chão da Lagoa. Nem a aspirina, da Bayer, é assim tão eficiente”.

E é neste clima de desconfiança por tudo e por nada, de tudo e de todos, que avançamos para Agosto, o tal mês que antigamente era de silly season...

publicado por PRD às 00:44
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds