Quarta-feira, 29 de Julho de 2009

Negócios da PT

O negócio da PT com a TVI foi o tema que mais tinta fez correr nestes dias, e o mundo dos blogues não lhe escapou. Entre mentiras e verdades de todos os tipos, parece óbvio que o Governo estava a par do que se ia passando na PT e terá at+é havido uma reunião na semana passada entre altos dirigentes da telefónica e o primeiro-ministro. Com graça, no blog Portugal Contemporâneo, Joaquim recorda uma anedota: “Um marido enganado perseguiu a mulher e o amante até um hotel. Viu-os entrar para um quarto e correu a espreitar à janela. Viu-os despirem-se, abraçarem-se e beijarem-se. Os dois amantes pareciam enlouquecidos pela paixão, saltaram para a cama, mas depois... apagaram a luz. Ó dúvida terrível! Pensou o marido enganado”

Há coisas, sobre este negócio, que na verdade nunca saberemos. VLX, no Mar Salgado, coloca o tema nestes termos:””

“Os accionistas da PT mandam coroas de flores a José Sócrates (…). Um departamento inteiro da PT tenta redigir a negação da instrumentalização como insulto, no verdadeiro sentido da palavra. O porta-voz do PS ensaia as palavras explicativas do facto do Estado se meter nos negócios privados apenas porque o Sr. José Sócrates critica uma cadeia de televisão privada. Pelo sim, pelo não, Silva Pereira é promovido a sempre-em-pé”.

No ToMar Partido, Jorge Ferreira é absolutamente claro: “Sobre o negócio PT/PRISA/TVI, das duas, uma: ou mente o Expresso ou mentiu Sócrates. O problema é que se instalou no país a ideia que aquilo que o Primeiro-Ministro diz tem um elevado grau de probabilidade de não ser verdade. Sócrates talvez ainda não tenha percebido, mas está submerso numa espiral de descredibilização”. Vitor Matos, no blog Elevador da Bica, concorda: “Sócrates entrou em plano inclinado. Não vejo que o consiga inverter. Vamos viver tempos interessantes durante os próximos meses”. E André Freire, no Ladrões de Bicicletas, inventa o verbo “desinsuflar” para dizer: “Sendo o Estado um accionista fundamental na PT, custa a crer que, num negócio desta envergadura, a adminstração tivesse avançado sem o agreement (ainda que informal) deste accionista”.

Há quem vá mais à frente e veja neste caso o velório deste governo, notando um “Enterro à Vista”, como lhe chama Nuno Dias da Silva no Civilização do Espectáculo: “O «Expresso» noticia que o Governo já conhecia o negócio TVI/PT, entretanto abortado, desde o início do ano. Contabilize-se mais uma «peta» de Sócrates aos portugueses e mais um no «caixão» do executivo socialista. Desconhece-se, apenas, a data e o local do «funeral». As sondagens já indiciam a viragem”.

Paulo Pinto Mascarenhas acha que, se Sócrates terá dado o dito por não dito., é “extraordinário” “que tudo isto não tenha quaisquer consequências”. E entretanto os dias avançam, os partidos aproveitam tudo para se queimarem mutuamente, e os negócios esperam melhores dias. Rodrigo Moita de Deus aproveita para se antecipar: “A PT diz que não avança. Mas garante que continua a precisar de uma televisão.Com a TVI de fora, ficamos todos à espera que, nos próximos dias, apresentem uma OPA sobre a Impresa”. A brincar a brincar, pode ter razão: o mundos dos media anda em alvoroço e o mundo da politica não brinca em serviço.

 

publicado por PRD às 00:42
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds