Terça-feira, 7 de Julho de 2009

A overdose Ronaldo

 “Se a Amália e o Eusébio tivessem uma cria, por certo chamar-se-ia Cristiano Ronaldo” – e lá está, esta frase de Carlos Nunes Lopes no 31 da Armada explica que volte a Ronaldo e veja como o mundo dos blogues comentou a overdose mediática de ontem. Eu chamo-lhe overdose, Nuno dias da silva chama-lhe histeria, mas acrescenta: ”a transmissão televisiva desta noite fez mais pela projecção da marca (...) Portugal do que campanhas de milhões promovendo o turismo nacional. A «estrela, Cristiano Ronaldo e a referência do passado, Eusébio da Silva Ferreira, são portugueses, já para não falar da música de fundo que, escolhida a dedo pela organização, pertenceu aos portuguesíssimos Xutos e Pontapés, com «À minha maneira»”.

Aliás, a esse respeito Fernando Martins no Cachimbo de magritte, com muita ironia, estranhou a ausência em Madrid do “defunto ministro Manuel Pinho (ou qualquer outro representante do governo Sócrates). É que não estou a ver como é que uma marca portuguesa como é Cristiano Ronaldo pode ter chegado onde chegou nos mercados internacionais sem a ajuda deste governo ou, o que vai dar ao mesmo, daquele organismo do dr. Basílio Horta que apoia a exportação”... Sem ironia, mas com espanto, André Benjamim no blog com o seu nome: “Estranho mundo, onde um indivíduo ganha milhões de euros porque sabe fazer uns quantos passos de dança com uma bola entre os pés, e milhões de indivíduos morrem à fome, muitos sem que nunca tenham oportunidade de tocar numa bola... É a economia, estúpido! Afinal ainda vai acabar por ficar a custo zero!”

Comentários deste tipo, ou pelo menos bastante críticos, também não faltam: Gabriel Silva, no Blasfémias, acha que a histeria se deve aos media: “Se desligarem a emissão, vão ver como não há histeria nenhuma. Nem o CR, nem o Real, nem os adeptos tem qualquer responsabilidade na coisa. Apenas quem lhes dá trela e cria o absurdo”. Ana Margarida Craveiro, no Delito de Opinião, vai no mesmo sentido: depois de ver um Telejornal onde as verdadeiras noticias passam “entre a descolada do avião de Cristiano Ronaldo, a chegada de Cristiano Ronaldo a Madrid, as pessoas que se deslocam ao estádio para ver Cristiano Ronaldo, o Eusébio que almoça com Cristiano Ronaldo e sei lá mais o quê”. Frase para Ana caracterizar o momento: “Isto chega a ser patético”.

E O jogador, no meio do circo? Como se sentirá? Como resiste à pressão de tanta gente, de tamanha expectativa, de números estratosféricos? No blog Pensamentos, Hélder Robalo reflecte sobre isso e escreve: “quando penso em Cristiano Ronaldo e em todo o mediatismo em torno dele, lembro-me sempre de George Best e Diego Armando Maradona. Esperemos que esteja enganado!”

Espera ele e esperamos nós, claro, que torcemos pelo sucesso de Cristiano, independentemente da histeria e do exagero. Agora o tempo vai ser de jogar, e provar que não foi em vão que se montou todo este circo.

 

publicado por PRD às 00:05
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds