Quarta-feira, 1 de Julho de 2009

O Estado da Nação

Amanhã é dia de debater o estado da Nação na Assembleia, a Janela estará fechada, por isso decidi antecipar o debate e procurar ideias no mundo dos blogues que ajudem a definir esse estado – que tanto pode ser um estado de alma, como um estado de sitio. Curiosamente, nestes dias em que se fala tanto do Benfica, é num post sobre o Benfica que encontro um primeiro olhar. Escreve Afonso Azevedo Neves: “Estava a beber o café e a olhar para os jornais que dominam o estabelecimento do Sr. Manuel, onde domina o Benfica e logo onde dominam os vários craques que se anunciam como tal e irão – finalmente – devolver a glória ao clube. Há aqui uma coisa curiosa, uma confusão entre saudade e nostalgia. No Benfica domina a segunda, que é similar à ilusão, anseia-se por aquilo que nunca teve lugar. A saudade enquanto memória do que já passou foi sendo moldada ao longo de anos para se tornar em desejo. O pior para o Benfica é que teima em desejar voltar a ser algo que nunca foi e viver na ilusão que isso é saudade. Não sou do Benfica mas reconheço, neste ponto, que ele é o mais português dos clubes”.

Como benfiquista, é claro que concordo com o post, porém, como jornalista que também observa o país, percebo a ideia de um país que nunca chegou a ser e que está eternamente adiado pela ilusão de um passado inexistente.

A verdade é essa: vivemos sempre com os olhos postos num outro lugar.

Mais a norte, Manuel Jorge Marmelo, no Teatro Anatómico, observa Portugal e o seu estado de modo diverso: “Começa (…) o mês de Julho e, sabe-se, os portugueses e as portuguesas pelam-se por casar em Julho ou Agosto (…), o que tem óbvias vantagens para o sector imobiliário (quem casa quer casa) e do mobiliário, sobretudo porque, gostando os portugueses e as portuguesas de casar em Julho e Agosto, hão-de fatalmente divorciar-se um dia destes e, bem vistas as coisas, são duas casas que se vendem de uma só vez, duas decorações completas, mais electrodomésticos e todas as demais traquitanas que podem dividir-se de comum acordo mas não se multiplicam, mais os advogados, os infantários para as crianças (…), mais o fitness da mãe que ainda vai ser nova de mais para ficar sozinha e encalhada e está perfeitamente capaz de arranjar um homem em condições e... Pudesse ser sempre Julho e Agosto e este país jamais saberia o que é a crise”.

Bom, este ano o Julho e o Agosto são meses políticos, que vão dar temas e mais temas, como amanhã se verá na Assembleia. O Estado da Nação não se recomenda, mas cuidado: o mundo dos blogues é muito critico e assertivo, por esse lado, bom, nada, mesmo nada se recomenda.

Recomendável, por isso, uma pausa. Se o tema fosse futebol, e o debate fosse algures na segunda circular, era mais fácil e eu seguiria as palavras de Galaad no blog Eterno Benfica: “A nova época começa hoje. Façam a vossa parte e nós, de certeza, que faremos a nossa. Ao vosso lado, sempre a cantar e a apoiar”. Na política, bem o sabemos, não é assim – é mais assobiar e estar contra...

publicado por PRD às 00:03
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds