Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Os milhões de Ronaldo

Não sei se falo de televisão ou de desporto, mas ambas se misturam na noticia que é fait-divers mas foi realmente a noticia que marcou os últimos dias. A televisão deu-lhe tanto destaque que Daniel Oliveira lhe chamou “Janela para o recreio”: “O que se está e irá continuar a passar no Irão é determinante (...) para a economia mundial, já que se trata de um grande produtor petrolífero e o que ali acontecer vai afectar outros grandes produtores. Mas ontem, quem queria saber alguma coisa sobre o que se passava no Irão teve de esperar, nos três canais de televisão, mais de três quartos de hora. Antes, ficou a saber coisa nenhuma, em intermináveis directos de Madrid para encher chouriço, sobre os 94 milhões de Ronaldo”.

Pois é: Cristiano Ronaldo. João Lopes, no blog Sound and Vision, chama-lhe “pandemia” e vai pelo lado mais inesperado dos factos: “12 de Junho de 2009: a primeira página do jornal The Star, de Kuala Lumpur (Malásia), resume a bizarra ironia de muitas manchetes de jornais de todo o mundo — no mesmo dia em que a Organização Mundial de Saúde declarava a situação de pandemia da gripe A (...), os destinos da humanidade eram abalados pelos milhões da transferência de Cristiano Ronaldo do Manchester para o Real Madrid (...). Na verdade, há um efeito pandémico do próprio dinheiro, como se já só sentíssemos que as fronteiras do real se podem deslocar quando esse dinheiro impõe, de forma mais ou menos brutal, os sinais da sua circulação”.

São muitos milhões, é um facto, o jornal Público chegou a perguntar se era o preço certo ou se o futebol estava a enlouquecer. Podemos passar horas a debater o tema, mas que ele existe, existe – e que interessa aos consumidores de informação, parece óbvio. Daí para a frente, a minha sugestão é simples: vamos desdramatizar o problema. Sigamos, por exemplo, Pedro Marques Lopes no blog União de Facto: “Estou contentíssimo por o Cristiano Ronaldo ter ido para o Real Madrid, assim já não preciso de torcer para que os dois clubes que menos gosto percam: o odioso Real e qualquer clube onde jogue o Ronaldo”.

Ou então olhemos a noticia pelo prisma que Bruno Pires exibe no Corta-fitas: “Ele (Ronaldo) não tem culpa que exista um louco na presidência do Real Madrid a querer desembolsar quase 100 milhões de euros por um futebolista numa altura em que a Espanha (...) e Portugal (...) atingem recordes de desemprego. Ele não tem culpa, mas que o timing chega a ser obsceno, disso ninguém duvida”.

Em ambiente de crise, Paulo Pinto Mascarenhas lembra, com ironia, que “Se o Bloco de Esquerda fosse governo em Portugal nada desta pouca vergonha das contratações capitalistas aconteceria. Ronaldo já teria sido nacionalizado”.

Da pandemia à nacionalização, Cristiano Ronaldo dá pano para todas as mangas possíveis. Os milhões são tantos que Daniel, na Dieta de Rochemback, acaba por ter razão: “Na minha extraordinária opinião, o Real Madrid deveria ter avançado com 100 milhões de euros, para facilitar os trocos”.

Lá está, é o “efeito pandémico do dinheiro”...

publicado por PRD às 00:07
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds