Quinta-feira, 21 de Maio de 2009

Ironias diversas

Ontem comentei por aqui, com blogs por perto, a história da professora de Espinho que fez afirmações de carácter sexual graves, numa sala de aula perante crianças de 11 e 12 anos, entretanto apanhei uma opinião diferente que vale a pena registar. Foi Filipe Nunes Vicente no blog Mar Salgado quem escreveu: “Agora gravam-se aulas sem o consentimento dos professores. Muitos do que assistiram com satisfação à denúncia talvez não achassem tanta graça se fossem apanhados - gravados - a gabar-se do que fariam à mulher do chefe ou à filha da colega. A liberdade tem muitos preços. Teria sido mais difícil incomodar a professora recorrendo a meios legais e honrados? Talvez, mas será certamente isso que desejamos para nós, não é?”

Aqui está - outra forma de ver o problema, outro olhar. Essa é a virtude maior do mundo dos blogues que aqui revejo todos os dias, e que hoje me leva por caminhos diversos, procurando pérolas dos dias que correm. Adolfo Mesquita Nunes,blog Arte da Fuga, sob o titulo “País de faz de conta”:

“Quem regula não regula. Quem pressiona não pressiona. Quem investiga não investiga. Quem tem de explicar não explica”.

Notável retrato dos noticiários de todos os dias, sem duvida. Retrato a que podíamos acrescentar o post que Emídio Fernando deixou no Correio Preto sobre como os tempos mudam as vontades: “Paulo Portas defendeu (...) a demissão de Lopes da Mota do cargo que ocupa no Eurojust. E à opinião adicionou-lhe um conselho moralista: "Eu teria saído logo na abertura do inquérito...". Quem pensa assim e aconselha assim, é precisamente o mesmo homem que foi ministro da Defesa ao mesmo tempo que estava a ser investigado por causa da Universidade Moderna (...). Na altura, o que fez Portas? Demitiu-se mal soube da abertura do inquérito? Pediu a exoneração do cargo quando choveram suspeitas sobre ele? Não. Manteve-se firme no cargo. E, já agora, é bom recordar a posição do PS: pediu a demissão do ministro, com declarações inflamadas feitas à comunicação social (...). E com o próprio secretário-geral, Ferro Rodrigues, a fazer ultimatos. Outros tempos, outros tempos... “

Se eu quisesse agora fazer também um pouco de ironia, diria que as receitas que servem a uns não servem a outros em diferentes momentos. Não é que Paulo Portas ou Ferro Rodrigues sejam incoerentes e demagógicos... é que nem sempre as palavras se aplicam. Como nem sempre os produtos têm o efeito desejado. Por exemplo, “ O cantor espanhol Enrique Iglesias confessou ter fumado cannabis para tentar «melhorar» a sua música. Em declarações ao Daily Mail, Enrique revela que a droga não teve o efeito desejado.” Sobre esta noticia,  PedroVieira comenta no blog Arrastão: “Uma coisa é reconhecer-lhe as capacidades terapêuticas, outra é contar com ela para fabrico de milagres”.

E com esta me fico, que já são ironias a mais para um dia só...

publicado por PRD às 19:26
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds