Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Namoro em Setubal

Há notícias que surpreendem: soube-se então ontem que o ex-aluno da Casa Pia, Pedro Namora, que se tornou popular justamente durante o Processo de Pedofilia, é o candidato do Partido Popular Monárquico à câmara de Setúbal nas eleições autárquicas deste Outono. Pedro Namora foi militante do Partido Comunista e seu apoiante de sempre, e era até há alguns meses director dos Recursos Humanos do município sadino. A acreditar em António Balbino Caldeira, do blog Portugal Profundo, “O herói Pedro Namora”, como lhe chama, já estava em guerra com a CDU de Setubal há muito tempo, o que explicaria a mudança, ainda que não agrade a quem lê o titulo sem perceber o resto, como leio no blog Vozes de Burro “Do PCP ao PPM vai um passo de um anão”, com o desabafo associado: “Não consigo perceber como é que um comunista vira monárquico...”. No Camara Corporativa, João Magalhães chama-lhe “A transferência da época”: “Na Câmara de Setúbal, o PCP tem um comportamento "prepotente, ditatorial e pidesco". Quem o diz fala com conhecimento de causa, dada a vasta experiência que tem de autarquicas comunistas”. Já Daniel Oliveira não é de modas: “Havia, escreve ele, no PCP, um sujeito que se destacava pelo afinco controleiro. Mais tarde tornou-se famoso. A vaidade, esse pecado mortal, soube-lhe bem. Finalmente alguém dava valor à sua pureza justiceira. Esquecendo-se da “humildade comunista”, começou a dar nas vistas. E assim chegou à ribalta um homem a todos os níveis detestável. Daqueles que ninguém quereria ter por perto se não vivêssemos em democracia. De seu nome Pedro Namora”. E vai por aí fora.

Mas o próprio pode ter qualquer coisinha a dizer... Face à noticia, decidiu no seu blog “Vale a Pena Lutar” esclarecer o país. E disse: “Fui militante do PCP durante 26 anos. Não tenho palavras para expressar tudo quanto vivi e aprendi no Partido. Tudo quanto sou, como homem e cidadão, devo-o ao meu querido Partido. Para mim, a existência do PCP é um dos motivos mais fortes que alicerça o profundo orgulho que tenho em ser português.

No entanto, entreguei hoje mesmo o meu pedido de demissão do Partido, no que constituiu a decisão mais dolorosa da minha vida. Fi-lo por dever de consciência: sempre protestei contra os que, violando os estatutos do Partido, pretenderam descaracterizá-lo. (…)

(…) A organização do meu Partido em Setúbal escolheu para candidata à respectiva câmara municipal a senhora Maria das Dores Meira, que para mim representa tudo quanto de mais negativo existe na política portuguesa.

Não podia pois deixar de lhe dar combate político, ciente de que o bom povo de Setúbal não merece sofrer mais quatro anos de gestão autárquica despótica por parte de uma anticomunista dissimulada.

Agradeço ao PPM e aos respectivos dirigentes, a confiança que em mim depositaram (…).

Peço desculpa aos meus camaradas do PCP, (…) Mas deixo-lhes uma garantia pessoal: procurarei no futuro ser digno de reaver o meu estimado cartão de militante. Naturalmente, no resto do território nacional, apelarei ao voto na CDU”.

E assim, no mesmo dia, uma noticia que nasce num jornal é explicada num blog e fica esclarecida para quem ainda tinha duvidas…

 

publicado por PRD às 00:16
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds