Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Sócrates na TV

Sócrates na RTP – como diria o anuncio do café, que mais poderia ser?

Difícil encontrar quem o elogie, fácil encontrar quem o critique. João Gonçalves, no seu tom habitual, recorda-se de “um cliché proferido num célebre debate entre dois candidatos presidenciais franceses quando um diz "o senhor é um homem do passado" e o outro responde "e o senhor é um homem do passivo." Sócrates, o admirável líder, consegue ser tudo ao mesmo tempo. Do passado, do passivo”. No Delito de Opinião, Pedro Correia começa pelas perguntas: “a administração pública funciona melhor? Há menos corrupção? A saúde melhorou? A educação conheceu grandes progressos? A justiça progrediu?”. Por aí fora, para responder: “Ninguém pode ter dúvidas quanto às respostas negativas - a todas estas questões ou grande parte delas. Lembrei-me disto enquanto ouvia a entrevista de José Sócrates à RTP, em que o primeiro-ministro exibiu a arrogância de sempre: não proferiu uma só palavra a reconhecer que errou, neste ou naquele domínio. Como se vivesse num mundo de ilusões”.

Outras ideias soltas, Nuno Dias da Silva no Civilização do Espectáculo destaca o elogio de Sócrates ao director do Diário de Noticias: “o comovente elogio”, como lhe chamou, “no seguimento do artigo que João Marcelino escreveu a "malhar" no telejornal das sextas-feiras da TVI. (...) Processa um jornalista do jornal da Avenida da Liberdade, que alegadamente o difama e, logo a seguir, elogia perante milhões de portugueses o director do mesmo jornal. Desconcertante”.

Remexido, no blog A Toca do Remexido, prefere observar a performance do governante: “Engane-se quem pense que Sócrates está acossado e cansado. Demonstra uma tenacidade e uma capacidade de combate invejáveis. Goste-se mais ou menos do Homem (...), há que reconhecer que, neste momento, não parece haver rival que se lhe iguale em termos de combate político”

A Blondewithaphd, desta vez também se dedicou à política. Para dizer: “arrepiam-me até à medula declarações como "o que os cidadãos esperam das lideranças políticas é que as guiem e as conduzam" (...). Talvez pela minha ascendência germânica, mas lembro-me sempre que em Alemão existe um verbo "führen" de que procede um substantivo, agora maldito, "Führer", guia, condutor. Eu como cidadã não espero que me conduzam. Inversamente, espero das lideranças políticas soluções para problemas partilhados no plano social, espero ideias de progresso, leis que garantam liberdades e garantias cívicas, representação. Condução não”.

E conduzindo a crónica para o final, fecho com Henrique Raposo no

 Clube das Republicas Mortas. Analisa a entrevista ponto a ponto, mas para variar dos temas já falados, escolho o ponto 6: “Sinal do nosso atraso económico e da falência do nosso modelo económico: passou-se imenso tempo a falar de auto-estradas, como se a auto-estrada fosse a nossa salvação. As auto-estradas podem dar jeito às construtoras, mas já não dão jeito ao país. Já chega”.

O que fica desta olhar rápido é uma ideia de desgaste politico, de desgaste de imagem. Ainda assim, nada que mude o essencial do país politico que temos: a alternativa, nem se vê onde está.

publicado por PRD às 00:05
link do post | comentar

PRD

Pesquisar blog

 
Estes textos são escritos para serem “falados”, ou “lidos”, pelo que não só têm algumas marca de oralidade (evidentemente, propositadas...) como é meu hábito improvisar um pouco “em cima deles” no momento em que gravo a rubrica. Também é relevante dizer que, dado tratar-se de uma “revista de blog’s” – e uma vez que os blog’s não se preocupam com a oralidade ou com a eventual citação lida dos seus textos -, tomo a liberdade de editar minimamente os textos que selecciono. Faço-o apenas para que, em rádio, não se perca a ideia do blogger pelo facto de escrever frases longas e muito entrecortadas. Da mesma forma, não reproduzo palavrões nem frases pessoalmente ofensivas, assim como evito acusações cuja possibilidade de prova é diminuta ou inexistente. Sendo uma humilde crónica de rádio, tinha ainda assim de ter alguns princípios. São estes. Quem tiver razão de queixa, não hesite!

Textos recentes

...

Blog da Semana: As Penas ...

Outra vez o casamento ent...

Em dia

Lhasa de Sela

O ritual de Cavaco

2010

Blog do Ano 2009: O Alfai...

O ano 2009 - II

O ano 2009 - I

Arquivos

Outubro 2011

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

favorito

Leituras de sábado

Declaração de voto

Seis anos já cá cantam.

Na melhor revolução cai a...

Subscrever feeds